• Português

A primeira carta de Paulo a Timóteo (5)

CAPÍTULO 5

O TRATAMENTO DE VÁRIAS PESSOAS

1 Timóteo 5:1-25


INTRODUÇÃO

Neste capítulo vemos como Timóteo, e naturalmente os líderes em geral de uma igreja, deviam tratar os diversos tipos de pessoas achadas nela. Há instruções apostólicas tanto gerais como particulares - e tudo provém de Deus "para a nossa instrução".

VELHOS E MOÇOS – Versículos 1-2

Timóteo como servo de Deus e ensinador da Sua Palavra, ainda moço, teve que ser exemplar no tratamento com os outros, não sendo orgulhoso ou mandão, mas tendo uma dignidade amável que atraia respeito pela igreja.

Os homens idosos (não necessariamente presbíteros) e as mulheres idosas - isto é, todos os crentes de idade avançada - devem ser tratados com respeito e ternura.

Os moços e as moças não devem ser tratados num espírito de superioridade, nem tampouco com uma familiaridade inconveniente.

VIÚVAS – Versículos 3-16

São considerados neste trecho certos tipos de viúvas, com respeito ao seu comportamento e ao seu sustento, sendo este mantido pela igreja ou pelos próprios familiares, ou por outra maneira.

  • A "viúva verdadeira"  (v.3)Digna de ser sustentada pela igreja, é a que tendo sido cheia de boas obras, com caráter notavelmente cristão e irrepreensível (vs. 5, 7, 10). Ela deverá ter no mínimo sessenta anos de idade, ter sido esposa de um só marido (v. 9) e estar inteiramente sem amparo - isto é, sem filhos ou netos que possam ampará-la (v. 4).

    Este mesmo versículo (4) mostra também o dever de filhos e netos de sustentarem a viúva (mãe ou avó) quando necessário, em vez de pensarem que é a obrigação da igreja cuidar dela (como parece ser a ideia de alguns). Neste sentido veja também o versículo 8, onde a frase "os seus" abrange, às vezes, pessoas além das da sua própria casa.
  • As "viúvas mais novas" (vs.11-15) - A regra geral é que as viúvas com menos de 60 anos de idade não devem ser sustentadas integralmente. As de menor idade, e as que já se casaram mais de uma vez, não deviam ser inscritas na lista de viúvas sustentadas pela igreja. As razões dadas para justificar esta regra são as seguintes:
    1. As viúvas novas poderão, se sustentadas integralmente pela igreja, tornar-se levianas e mundanas, vivendo irresponsavelmente e casando-se à toa, assim trazendo vergonha sobre a igreja pela sua conduta (vs. 11-13). Isto já tinha acontecido em certo lugar, diz Paulo (v. 15).

    2. O seu primeiro compromisso (v. 12) parece se referir a uma promessa ou um entendimento entre a viúva e a igreja, ao ser inscrita no rol dos sustentados.

    3. O conselho apostólico às viúvas mais novas (v. 14) é que estas se casem, não levianamente (como nos vs. 11-13, mas a sério) com marido crente e com o propósito de criar um novo lar cristão. Vamos lembrar que em nossos dias uma mulher, mesmo viúva, pode obter emprego mais facilmente do que naqueles dias e hoje existem também as pensões do governo.

PRESBÍTEROS – Versículos 17-22

Estes são chamados "bispos" em 3:1-7. Eles devem "dirigir" ou "governar" a igreja com respeito à sua doutrina e à sua ordem em geral.

A palavra "honra" (v. 7) pode significar "grande respeito" ou "salário, sustento, honorários"; sem dúvida, este último sentido está indicado aqui, pelas citações de Deuteronômio 25:4; Mateus 10:10 e Lucas 10:7. Essas citações de Mateus e de Lucas são chamadas aqui "a Escritura", mostrando que esses dois livros já eram conhecidos e aceitos pela Igreja como parte das Escrituras Sagradas.

Infelizmente, é comum, tanto hoje como naqueles dias, ouvir queixas e falatórios contra os dirigentes de uma igreja. Tais conversas são proibidas pelas Escrituras (v. 19). Uma denúncia contra um presbítero deve ser feita diante do presbitério inteiro e comprovada por duas ou três testemunhas, como diz a Lei de Moisés (Deuteronômio 19:15) e a Palavra do Senhor Jesus (Mateus 18:16).

1 Timóteo 5:20 refere-se, ainda, aos presbíteros – aos justamente condenados conforme o versículo 19, por erros de doutrina ou por conduta repreensível. Os tais têm que ser repreendidos perante "todos" (a igreja inteira), com aviso solene a toda a congregação.

VÁRIOS CONSELHOS – Versículos 21-25

Eis uma exortação solene a Timóteo para ser fiel na prática destes ensinos, às vezes difíceis, porém essenciais para assegurar o bom andamento e testemunho de uma igreja. "Os anjos eleitos" - os anjos especialmente ligados com a raça humana (Gabriel, Miguel...).

O reconhecimento de presbíteros, diáconos e outros com responsabilidades na igreja deve ser feito com bastante cuidado (1 Timóteo 3:6,10), caso contrário Timóteo poderia se achar implicado nos erros que estes poderiam fazer.

No versículo 23 há um conselho particular com respeito à saúde fraca de Timóteo. Aqui não temos licença geral para o uso, mesmo em moderação, de bebidas alcoólicas. Neste assunto veja os ensinos de 1 Coríntios 10:31-32 e Romanos 14:21.

Os versículos 24-25 declaram - não somente uma verdade geral - isto é, que o caráter, bom ou mau, de certas pessoas não é fácil de ser reconhecido imediatamente -, mas afirma também que isso é uma razão adicional pelo conselho dado no versículo 22. "Pense bastante antes de recomendar alguém para ser presbítero, diácono ou outro tipo de servo da igreja". Quantas vezes as igrejas têm sofrido por terem negligenciado estas instruções apostólicas!

autor: Richard Dawson Jones.