• Português

Sansão

Um avião, para poder voar, precisa ter duas asas. Uma asa só não é suficiente. São necessárias duas asas!

Um servo de Deus, para poder avançar na Obra do Senhor, precisa ter duas asas. Só com uma, pouco ou nada fará.

As duas asas para um labutar condigno na Obra do Senhor chamam-se “CARISMA” e “CARÁTER”.

Definamos estes conceitos!

 “Carisma” são qualidades especiais de liderança que Deus confere a certos servos Seus para fazerem a Sua Obra. É a parte divina.
 “Caráter” são as qualidades morais de uma pessoa; sua boa conduta; sua honestidade.


ENTENDENDO A ILUSTRAÇÃO

Às vezes, Deus concede a alguém a Sua aprovação e dons para realizar Sua Obra, mas cabe a esta pessoa ter e manter um caráter condigno com a missão que Deus lhe destina.

Às vezes, a pessoa tem uma moral ilibada, perfeita; é corretíssima em sua vida, mas não está nos planos de Deus fazer dela um líder na esfera espiritual.

Assim, da mesma maneira como um avião precisa de duas asas para voar, também o obreiro cristão precisa das duas asas, o carisma, isto é, o chamado de Deus para determinada Obra, e o caráter, a parte humana, pelo qual cada um de nós é responsável.

Pensemos um pouco em Sansão e, para isto, estaremos considerando o que o livro de Juízes nos diz a respeito dele (capítulos 13 a 16).

O CARISMA DE SANSÃO

Sansão tinha tudo para dar certo:

Pais tementes a Deus (Juízes 13.8,19,22);
Mãe em quem se operara um milagre (Juízes13.5);
Dedicado a Deus ao nascer (Juízes 13.7);
Boa criação (Juízes 13.7);
Um anjo anunciara seu nascimento (Juízes 13.3);
E tudo isto numa época mui difícil (Juízes 13.1; 21.25).
Havia necessidade de uma liderança espiritual em Israel e Deus fez a Sua parte fornecendo-a e preparando o homem para esta liderança. Deus deu a este homem um carisma todo especial. Agora caberia a este homem comportar-se de acordo com as determinações de Deus, segundo os planos de Deus e segundo a moral de Deus.

O CARÁTER DE SANSÃO

O caráter de Sansão é, na realidade, falta de caráter. Vejamos:

Uniu-se a uma filistéia (Juízes 14.3-20);
Esqueceu compromissos assumidos com a esposa (Juízes14.19);
Era vingativo (Juízes 15.1-8);
Agiu por conta própria (Juízes 15.11), pois só pensava em si;
Era um impuro sexual (Juízes 16.1,4);
Não seguiu a orientação de Deus (Juízes 13.5; 16.17,19) contando sua missão aos inimigos;
Mostrou uma falsa segurança (Juízes16.16) e uma indiferença espiritual.

APLICANDO A LIÇÃO

Em nossos dias, um dos maiores problemas da Igreja é a liderança. Há igrejas fracas porque há lideranças fracas. Há igrejas mundanas porque há lideranças mundanas.

Deus precisa de líderes; sempre precisou. O pedreiro precisa de tijolos e massa. O oleiro precisa de barro.

Deus levanta os líderes, dá-lhes o carisma para isso, as condições para isso (dons, aceitação, capacidade).

Cabe aos tais terem um caráter condizente com o chamado e com a missão que Deus lhes tem reservado.

Deus não falha; nós é que falhamos. Deus faz a Sua parte; nós é que não fazemos a nossa.

Deus nos dá uma asa para voarmos; a segunda asa é responsabilidade nossa!

autor: Ramón Jané Amill.