• Português

A história da criação (19)-1

Da versão original Creation´s Story
Publicada pela John Ritchie Ltd., Escócia

Versão em português autorizada pela Editora A Verdade
www.editoraverdade.com.br

CAPÍTULO 19

NOSSO FLUXO SANGUÍNEO VITAL

Por vezes prestamos atenção ao nosso batimento cardíaco, à nossa pulsação e até mesmo à nossa pressão. Se fazemos um corte ou uma pequena ferida, notamos o sangue fluir e depois parar. Outras vezes estamos conscientes da nossa respiração a acelerar com o esforço, e do suor, ou de uma dor de indigestão indicando que alguma coisa estranha está acontecendo. Mas, na maioria das vezes, não pensamos muito sobre o funcionamento contínuo das diferentes partes do nosso corpo, desconhecendo quanto inteligentes, complexas e cuidadosamente desenhadas essas partes são.

Assim, quanto mais você aprender sobre os órgãos internos e suas funções, mais você ficará maravilhado em relação a quão aptos eles são e quão grande e sábio é o seu Criador. Quando Davi escreveu, "Graças te dou, visto que por modo assombrosamente maravilhoso me formaste" (Salmo 139:14), ele tinha tirado tempo para pensar sobre isso. E, com base no seu limitado conhecimento, ele fez o que deveríamos fazer muito mais vezes - dar a glória e o crédito a Deus por tudo isso. Eleve o seu coração em admiração e em adoração!

Essa admiração se torna ainda maior e mais profunda quanto mais vai sendo descoberto sobre Anatomia, Fisiologia e Bioquímica. Aqui iremos elaborar apenas alguns contornos. Nós somos assombrosa e maravilhosamente formados - não evoluídos, não adaptados, não existentes graças a mutações aleatórias ou acidentes cósmicos! "Foi ele quem nos fez, e dele somos... rendei-lhe graças e bendizei-lhe o nome" (Salmo 100:3-4).

O Coração

O nosso coração é uma bomba eficiente e fantástica que normalmente dura muito tempo, ao contrário de outras bombas que, muitas vezes, têm de ser desligadas para reparos ou manutenção. É uma estrutura oca feita de músculo que contrai e relaxa ritmicamente a cerca de 70 vezes por minuto, o que é cerca de 100.000 vezes por dia, algo como 2.500 milhões de vezes no decurso de uma vida normal! Quatro válvulas abrem e fecham em sequência para controlar a direção do fluir do sangue. Ele pesa apenas cerca de 300 gramas, circulando o sangue continuamente para permitir que um corpo de 70 kg viva e funcione.

Ele tem dois ventrículos para bombear. O ventrículo direito recebe sangue pelas veias de todas as partes do corpo onde o oxigênio foi esgotado e bombeia-o para os pulmões para ser reoxigenado. O ventrículo esquerdo recebe o sangue oxigenado oriundo dos pulmões e bombeia-o pelas várias artérias para todo o corpo. O coração tem o seu próprio fluxo sanguíneo separado, sem o qual não poderia funcionar. As artérias coronárias levam o sangue aos músculos do coração, e as veias coronárias coletam o sangue no círculo sanguíneo mais curto, porém provavelmente mais vital de todo o corpo. Quando o coração fica sem sangue, os seus músculos não trabalham e, se o coração para, nós paramos!

O coração responde instantaneamente às exigências por mais sangue provenientes de qualquer parte do corpo que esteja em esforço. Os batimentos podem ir até 200 vezes por minuto, e o volume de sangue, sendo bombeado durante cada batimento, pode aumentar. A respiração fica muito mais rápida para suprir o oxigênio extrarrequisitado, já que agora passa mais sangue pelos pulmões. O sangue rico em oxigênio é então distribuído pelas artérias para alcançar ramificações muito mais finas em pequenos tubos, até eventualmente chegar a vasos muito finos chamados capilares, que entregam o oxigênio e os nutrientes a cada célula de cada parte do corpo. Depois, uma sequência similar de capilares se junta a veias maiores, para retornar o sangue para o coração. O comprimento total dos nossos vasos sanguíneos é calculado com cerca de 9.700 km, sim, 9.700 quilômetros, a distância entre Londres e a Cidade do Cabo! Pare outra vez e diga: "As tuas obras são admiráveis!" (Salmo 139:14).

O sangue bombeado do coração vai encontrar alguma resistência de fluxo pelas artérias que se dividem. A pressão desenvolvida pode ser facilmente medida, e os limites para a pressão arterial são bem estabelecidos. Se algum bloqueio acontecer numa artéria ou se as artérias se tornam rígidas, o esforço requerido para circular o sangue terá de aumentar, e o coração terá de trabalhar com esforço. Na verdade, pressão arterial alta é um indicador de doença arterial que pode potencialmente causar ataques cardíacos ou acidente vascular cerebral, o que irá impedir o sangue juntamente com o seu oxigênio vital de chegar a algum órgão crítico, como o coração ou o cérebro. É sempre importante verificar a pressão arterial, porque a detecção e a prevenção são sempre melhores! Deus nos desenhou e nos deu um maravilhoso e funcional coração e circulação sanguínea, e nós devemos fazer a nossa parte ao cuidar deles. Dieta, exercício e estilo de vida são importantes!

O Sangue

"A vida da carne está no sangue..." (Levítico 17:11). Escritas há centenas de anos, essas palavras englobam a conexão entre o sangue e a vida muito antes de as pesquisas médicas e científicas mostrarem quanto próxima e detalhada é essa conexão. O sangue é um fluido maravilhoso, realizando muitas tarefas vitais para um organismo.

Para um adulto, o volume do nosso sangue é cerca de 5 litros, toda essa quantidade sendo bombeada pelo coração a cada minuto enquanto em descanso. É composto de plasma (líquido, 56%) e partículas sólidas em suspensão (células ou corpúsculos sanguíneos, 44%). Estas células se dividem em três tipos - glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas.

Uma gota de sangue tem cerca de 250 milhões de glóbulos vermelhos. Cada um dura por cerca de 120 dias, sendo assim continuamente renovados (na medula óssea) numa taxa de cerca de três milhões por segundo! A sua função mais importante é transportar o oxigênio, absorvendo-o dos pulmões e distribuindo-o onde for necessário. Cada glóbulo vermelho (hemácia) é uma unidade fantasticamente eficiente para o seu propósito específico, com a sua forma circular em disco que permite a rápida difusão do oxigênio, pela estrutura da sua molécula-chave de proteína, chamada hemoglobina. Cada molécula de hemoglobina (constituída de cerca de 10.000 átomos) consegue conter quatro moléculas de oxigênio nos quatro átomos de ferro no seu centro, de tal maneira que eles podem ser reusados quantas vezes forem necessárias, sem que nenhum se danifique. O detalhe químico envolvido é maravilhoso, assim como o sistema num todo!

Glóbulos brancos (leucócitos) são diferentes e em menor quantidade. A sua função é monitorar e defender o corpo contra corpos estranhos e invasores, como bactérias, vírus e fungos. Glóbulos brancos reconhecem esses invasores e, numa maneira fantástica, alguns lutam contra eles com um vasto arsenal de "armas químicas", outros os absorvem e digerem. Milhões de glóbulos brancos morrem nesse processo, sacrificando-se para o benefício do corpo.

As plaquetas ficam inativas até ser detectada uma ruptura num vaso sanguíneo. Então elas acumulam-se, formando um tampão que impede a perda de sangue. Essas plaquetas podem também se dividir para lançarem substâncias químicas que promovem a coagulação do sangue, exatamente onde é necessário parar de sangrar, mas não demasiado ou numa área muito extensa que venha a inibir a circulação normal, o que causaria outros problemas sérios. Esta é outra sequência bioquímica maravilhosamente eficiente que opera constantemente e até mesmo regula a sua própria atividade de acordo com o desígnio do Criador.

Cada proteína nessa sequência complexa em escala molecular, cada componente do sangue em escala microscópica e cada membro do corpo numa escala maior, todos são necessários para o bem-estar do corpo. Você se lembra da importante lição sobre esse tema em 1 Coríntios 12, aplicada à igreja local? Todos precisamos uns dos outros, nenhum membro é sem importância ou supérfluo - talvez sejam os menos visíveis os mais vitais? E todos têm de cumprir a sua parte - "pelo auxílio de toda junta, segundo a justa cooperação de cada parte" (Efésios 4:16).

O sangue tem muitas outras importantes funções. Ele controla a temperatura do corpo a 37 °C e distribui o calor pelo corpo. Ele transporta para todas as partes do corpo os nutrientes derivados da comida digerida no estômago e nos intestinos e depois processada no fígado. Ele também elimina os produtos residuais para serem filtrados pelos rins, outra estrutura fantasticamente efetiva. Ele transporta os hormônios, os mensageiros químicos do corpo (por exemplo, adrenalina e insulina), para dar andamento a processos quando e onde forem necessários. Verdadeiramente, "a vida da carne está no sangue".

O Sangue de Cristo

Assim como o sangue é importante fisicamente, também é o precioso sangue de Cristo para nós, espiritual e eternamente: se não partilharmos do Seu sangue pela fé, não temos a vida em nós (João 6:53); sem o derramamento do Seu sangue não há remissão de pecados (Hebreus 9:22), nem purificação do pecado (1 João 1:7). Nós somos justificados pelo Seu sangue (Romanos 5:9); aproximados de Deus pelo Seu sangue (Efésios 2:13). Nós estamos no próprio coração de Deus. Que maravilha do propósito divino e que milagre pela graça divina isso é! Eleve o seu coração outra vez em admiração e adoração!

autor: Bert Cargill.