• Português

A Fachada Religiosa - 4

Isaías 1:1–20

5. UM PODER DISTINTO — vv. 16–18

Não havia necessidade de Judá continuar a viver esta vida degenerada e desgraçada. Três passos para a recuperação eram necessários:

a) Arrepender-se (v. 16) - Aqui temos o primeiro passo – o reconhecimento do seu estado e a disposição de virar as costas ao pecado e voltar-se novamente para Deus.

b) Aprender (v. 17) - O segundo passo é positivo e é aprender a fazer o bem, a ser honesto e a ajudar os carentes. Esta é a evidência da religião autêntica (Tg.1.22-27).

c) Atender (v. 18) - As manchas do pecado eram fundas e feias, mas Deus tinha o poder de removê-las.

Há poder no sangue do Senhor Jesus e se nós fizermos a nossa parte, isto é, confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para cumprir a Sua parte (1Jo.1.9).

6. UMA PROMESSA DIVINA — vv. 19–20

Deus quer abençoar o Seu povo mas, para isto, exige certos passos e condições:

a) Submissão (v. 19a) - “Se estiverem dispostos a obedecer” (NVI). Muitos acham que uma vida totalmente entregue ao Senhor e sob o Seu domínio é uma maçada, puro tédio, é como viajar de segunda classe, mas não é.

b) Sofrimento (v. 20) - Cada crente tem o direito de viver a vida que quer, uma vida que seja egoísta, materialista, que vise unicamente o presente, ou pode investir nos valores eternos. Pode continuar a viver atrás da fachada de hipocrisia ou na luz de Deus. O crente que vive para si e para o presente sofrerá prejuízos agora e na eternidade. O crente que vive para o Senhor terá o eterno galardão. Foi “a boca do Senhor” que o disse.  A escolha é nossa!

autor: Walter Alexander.