• Português

A história da criação (14)

Da versão original Creation´s Story
Publicada pela John Ritchie Ltd., Escócia
Versão em português autorizada pela Editora A Verdade
www.editoraverdade.com.br

CAPÍTULO 14

ÁGUA – UM LÍQUIDO SINGULAR

Já tomamos nota de que a Terra é um planeta único, tendo uma temperatura de superfície correta para a vida existir, e o calor do Sol sendo balanceado pela sua distância. Essa distância, por sua vez, depende da massa da Terra, que, se fosse mais pesada, estaria mais perto do Sol e mais quente e, se mais leve, estaria mais longe do Sol e mais fria. A temperatura da superfície permite que a água exista no estado líquido, a única forma que consegue sustentar a vida. Gelo sólido ou vapor de gás escaldante não funcionaria.

De todas as substâncias que encontramos na Terra, a mais comum é definitivamente a água, em sua maioria em grandes quantidades. Embora a tenhamos como um dado adquirido, ela é uma notável substância que é unicamente desenhada e essencial para sustentar a vida. Aqueles que (em vão) procuram pela existência de vida fora da Terra, ou seja, em outros planetas, procuram por água como a primeira pista. Sem água não é possível existir vida. A maior parte da matéria do universo consiste de gases muito quentes (nas estrelas) ou em sólidos profundamente congelados (nos planetas externos). Embora tão comum na Terra, a água é extremamente rara no universo. A Terra é muitas vezes descrita como um "planeta azul". Cerca de 70% da sua superfície é coberta por água. Na forma de vapor, ela também se imbui na atmosfera. Mesmo aquelas áreas chamadas secas ou áridas continuam a conter quantidades significativas de água.

A água possui várias propriedades especiais que a tornam verdadeiramente única e necessária para a vida natural. Antes de olharmos para isso, lembre-se de como nas Escrituras a água frequentemente representa aquilo que é necessário para a vida espiritual. A água é a figura do Espírito Santo, sem o qual a vida espiritual não é possível (João 3:5; 4:14; 7:38-39). Ser "purificado por meio da lavagem de água pela palavra" (Efésios 5:26) é necessário para o cumprimento do propósito de Deus na vida cristã. O último convite da Bíblia é: "Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida" (Apocalipse 22:17). Mesmo no deserto espiritual desse mundo, a alma do crente pode ser como um "jardim regado" (Isaías 58:11; Jeremias 31:12). Para isso, temos de nos nutrir constantemente pelas fontes do Espírito e da Palavra.

Propriedades da Água

Cada uma das propriedades químicas e físicas da água a fazem ser crucial para sustentar a vida em todos os níveis. A menor célula microscópica não funciona sem ela, nem os grandes mamíferos na terra e no mar. Todos os tipos de vegetação precisam de água também, desde os arbustos do deserto à vegetação luxuriante das florestas tropicais. É necessária para necessidades óbvias de consumo potável e irrigação, e para a difusão e distribuição de nutrientes e energia. A água controla a temperatura na Terra e em todas as criaturas vivas, que apenas sobrevivem se as temperaturas não oscilarem demasiadamente. A estrutura molecular especial da água dá-lhe propriedades termais cruciais.

Propriedades Termais

A água líquida consegue absorver calor sem aumentar muito a sua própria temperatura, e esse calor é retido de maneira eficiente. Ela também pode liberar calor em grandes quantidades sem uma grande queda na sua temperatura. A água é a melhor substância comum que faz isso; ela tem uma alta capacidade térmica. A vida se beneficia disso de duas maneiras.

Primeiro, os grandes oceanos mantêm as temperaturas na terra estáveis, sem subir ou descer muito. Os oceanos também são grandes reservatórios e condutores de calor. Grandes correntes oceânicas, como a Corrente do Golfo, transferem grandes quantidades de calor do equador para latitudes mais frias, sendo por esse motivo que o clima de países, como o Reino Unido, é moderado.

Em segundo lugar, quando estamos expostos ao calor ou ao frio, a temperatura dos nossos corpos se mantém relativamente estável, porque nós somos constituídos de cerca de 70% de água (assim como muitos animais). Esse efeito é relacionado à alta capacidade térmica da água. É, no entanto, ainda auxiliada por outra das suas propriedades - a sua temperatura de vaporização também é elevada. Isso significa que, quando a água em estado líquido muda para vapor, muito calor é usado. Assim, quando os nossos corpos precisam perder calor rapidamente, a água evapora-se pela nossa respiração e pela pele - como transpiração em casos mais extremos, permitindo que os nossos corpos mantenham a sua temperatura estável. A perda de uma pequena quantidade de água pode remover uma grande quantidade de calor. A água é a única substância que consegue realizar esse processo de maneira tão eficiente.

Propriedades do Gelo

É normal reparar como a água se torna em gelo quando congela, e notar o gelo flutuando no topo da água. Mas é pouco usual que a forma sólida de qualquer substância flutue no topo do seu próprio líquido no ponto de congelamento - a maioria dos sólidos afunda porque são mais densos ("pesados") que o líquido. Mas o gelo é menos denso que a água a zero grau quando congelado, por isso, ao contrário de outras substâncias, o gelo flutua na superfície da água.

Esse comportamento excepcional é extremamente importante para todos os tipos de vida aquática. Se o gelo afundasse enquanto era formado, a água iria congelar do fundo para cima, até que tudo ficasse sólido, e todas as criaturas vivas na água seriam empurradas para o topo, onde iriam congelar até morrer. Ao contrário, o gelo que se forma no topo age como uma camada isolante, impedindo que o ar gelado afete a camada de água inferior que se mantém acima do ponto de congelamento, a cerca de quatro graus, onde a água tem a sua maior densidade.

É outro fenômeno fantástico que a água sólida (gelo) seja um isolante tão bom, porque a água líquida é, na verdade, um excelente condutor de calor, quatro vezes melhor que qualquer outro líquido comum. Essa alta condutividade é outro fator que ajuda ainda mais para que a água regule e distribua calor nos oceanos e nos nossos corpos como descrito acima. Todas as suas propriedades trabalham em conjunto para o benefício da vida.

Propriedades de Solvência e Difusão

Uma grande variedade de substâncias diferentes pode ser dissolvida na água, embora em medidas diferentes. A água já foi chamada do solvente universal. Assim, a água dissolve muitas substâncias e transporta-as, por exemplo, para providenciar nutrientes e remover subprodutos de maneira eficiente em todos os tipos de sistemas vivos e no amplo meio ambiente. Esta é outra razão-chave do porquê que os seres vivos precisam de água.

A água consegue dissolver grandes quantidades de sal e de açúcar. Também pode dissolver muito dióxido de carbono, e isso ajuda a remover esse gás dos nossos corpos e controla a acidez dos nossos fluidos. Ela também dissolve o oxigênio, outra substância crucial para a vida. Os nossos pulmões absorvem gás oxigênio diretamente do ar. Lá, o oxigênio é dissolvido no sangue de uma forma especialmente eficaz para transferi-lo rapidamente para onde é necessário, nas células e nos músculos. A vida nas águas requer oxigênio dissolvido para a respiração pelas brânquias. Oxigênio dissolvido é também fundamental para a purificação da água - para oxidar contaminantes em substâncias relativamente inofensivas, a fim de que a água seja purificada de poluentes e possa ser reutilizada. A verdadeira natureza versátil da água permite que cada forma de vida viceje em seu próprio habitat.

Algumas outras propriedades da água elevam a sua adaptação única para o sustento da vida. A sua viscosidade é baixa o suficiente para (ao contrário do melado ou do óleo) que passe facilmente por pequenos tubos, tais como capilares sanguíneos. A difusão pela água é rápida o suficiente para que materiais essenciais alcancem os locais requeridos; o oxigênio, por exemplo, chega a uma célula do corpo em um centésimo de segundo. A sua tensão de superfície lhe permite se espalhar em certos tipos de superfície, mas não em outras. Não pode existir uma substância melhor para sustentar a vida do que a água. Realmente, a água incorporada no desenho para a vida é um testemunho eloquente da sabedoria do Criador.

O Ciclo da Água

A água da Terra é constantemente trocada e reciclada conforme o calor do Sol evapora a água superficial para a atmosfera, onde ela se precipita de volta para a Terra na forma de chuva, neve ou orvalho, finalmente retornando ao mar. Salomão observou isso muito tempo atrás (ver Eclesiastes 1:7). O ciclo dessaliniza, purifica e distribui a água para o uso de todos os seres vivos. Tem sido calculado que a água atmosférica é mudada e reciclada cerca de 40 vezes por ano, ou seja, quase semanalmente. Enquanto ela está na atmosfera, ela auxilia o aquecimento global, sem o qual as temperaturas da superfície da Terra estariam abaixo do ponto de congelamento, e nada poderia sobreviver.

Essa substância especial chamada água sustenta de forma singular a vida aqui e agora. Mas ela também o fará na terra milenar, como as "águas vivas" que correm de Jerusalém (Zacarias 14:8). E, fluindo do trono de Deus, o "rio da água da vida" irá assegurar o eterno frescor da nova Jerusalém (Apocalipse 22:1).

autor: Bert Cargill.