• Português

Conte-me mais sobre a Igreja (9)

Uma versão editada dos
Princípios da Igreja no Novo Testamento de Arthur G. Clarke
Autorização concedida pela John Ritchie Christian Publications
Traduzido por R. David Jones

CAPÍTULO 9

O SERVIÇO DAS MULHERES

É importante compreender o lugar e o serviço das mulheres na igreja. Tanto homens como mulheres são necessários para trabalhar para Deus na igreja e no mundo.

A Palavra de Deus mostra claramente que as mulheres não devem ocupar um lugar de serviço público e de liderança na igreja. Mas isso não significa que as mulheres são de qualquer maneira sem importância ou subvalorizadas. Na verdade, veremos que Deus tem um trabalho especial para as irmãs fazerem na igreja, em suas casas e na comunidade.

Devemos começar nosso estudo sobre este assunto voltando para o início, a própria criação em Gênesis 1 e 2, lendo particularmente 1:27-28 e 2:18-25. Em tudo o que Deus fez, Ele sempre tinha em vista a glória de Seu Filho amado. Isto incluiu a prestação de uma noiva que estaria com ele para sempre. Sua graça divina e eterna sabedoria realizaria isso (Efésios 3:10-11; 2:7). O que Deus fez na criação do homem e da mulher deve ser considerado à luz desta união planejada de Cristo à Igreja (Efésios 3:10-11; 5:32; Colossenses 1:26-27).

A CRIAÇÃO

Em Gênesis 1:27, lemos que Deus "criou" a mulher. Depois, em 2:22, lemos como Ele a fez - Eva foi "feita" ou "construída" a partir do lado de Adão. Deus iria mostrar a Adão que uma companheira adequada para ele só poderia vir de seu próprio corpo, assim ela seria "osso dos seus ossos, carne da sua carne". Podemos ver nisso uma imagem maravilhosa de Cristo e a Igreja (Efésios 5:25-32).

Assim, entendemos que Deus nunca intencionou que a mulher fosse independente do homem. Mas igualmente vemos que a sua posição não é de inferioridade, mas de dignidade exclusiva de representar a relação da Igreja com Cristo. O homem está incompleto sem a mulher e o propósito de Deus para ele seria frustrado sem a mulher (1 Coríntios 11:3; Provérbios 31:10-31). Lemos em Gênesis 2:20 sobre Adão nomeando animais e pássaros, mas nenhuma contrapartida verdadeira "correspondendo" a ele foi encontrada lá. Adão era totalmente diferente de todas as criaturas a quem deu nomes. O propósito mais profundo de Deus estava sendo cumprido quando Ele deu a Adão sua companheira especial, uma "ajudante" adequada para ele.

A Queda registrada em Gênesis 3 não alterou as posições relativas de homem e mulher. Antes a liderança tinha sido dada ao homem, mas agora é para ele "dominar sobre" a mulher (v. 16). Grande parte da confusão na sociedade de hoje é resultado de ignorar a ordem de Deus descrita aqui.

O CASAMENTO

O casamento foi ordenado pelo próprio Criador (Gênesis 2:24), e foi totalmente confirmado por nosso Senhor Jesus (Mateus 19:3-6; João 2:1-2). As Epístolas também deixam isso claro, por exemplo, Hebreus 13:4, e aqueles que o proíbem foram claramente repreendidos (1 Timóteo 4:3). Deus nunca intencionou que houvesse divórcio, e a moderna prática disso é outra causa do triste estado de nossa sociedade. Os ensinamentos das Escrituras sobre este assunto podem ser encontrados em Mateus 5:31-32, 19:7-12; Marcos 10:2-12; Lucas 16:18; Romanos 7:1-3; 1 Coríntios 7. [1]

O casamento envolve compromissos definitivos. O Novo Testamento dá instruções claras para os maridos e as esposas, que cada um deve pôr em prática (1 Coríntios 7; Efésios 5:22-23; Colossenses 3:18-19; 1 Pedro 3:1-7). Na sujeição ao marido a mulher cristã deve ser um exemplo para as outras.

O lar é a esfera especial de atividade da mulher. 1 Timóteo 5:14 fala dela como aquela que dirige a casa. Isso não quer dizer que é chefe da família, mas seu objetivo é fazer da sua casa um lar. Isso só pode ser feito quando o amor prevalece. Ela deve amar o seu marido e os seus filhos, ser discreta, casta, boa (isto é, ter um “belo” caráter) e trabalhadora em casa (Tito 2:4-5). A receita será principalmente os ganhos do marido, mas grande parte da responsabilidade para a despesa será da esposa. Muitas vezes ela terá que decidir entre necessidades e luxos. A formação das crianças, especialmente na infância, é especialmente tarefa e privilégio da mãe, um dever solene que não pode ser negligenciado.

O VESTUÁRIO E A APARÊNCIA

A queda do homem trouxe uma mudança da inocência do Éden (Gênesis 2:25). Adão e Eva sentiram sua culpa e tentaram em vão cobrir seu pecado e vergonha (Gênesis 3:7-8). Eles perceberam isso quando ouviram a voz de Deus, a Sua presença no jardim. A cobertura adequada de que precisavam foi fornecida pelo próprio Criador, que lhes deu "casacos de pele". Alguns animais teriam que ser mortos por isto (v. 21), talvez fossem sacrificados pelo próprio casal culpado. Desta forma, a verdade declarada em Levítico 17:11 e Hebreus 9:22 ficaria gravada em suas consciências. Ela também aponta para a obra salvadora de Cristo dando as "vestes de salvação" aos pecadores (Isaías 61:10). [2]

No Novo Testamento, as mulheres cristãs são instruídas a usar o que é modesto e adequado, não o que é vistoso ou extravagante (1 Timóteo 2:9-10; 1 Pedro 3:3-4). Diferentes estilos de vestido serão apropriados para os diferentes climas e culturas, mas os crentes, homens e mulheres, devem ser notados por suas boas ações e não pelo vestido glamoroso. Deus olha para o coração e não para a aparência externa (1 Samuel 16:7). O "espírito manso e tranquilo" é precioso aos olhos de Deus e devia ser muito valorizado entre os cristãos. Os homens e as mulheres do mundo podem ser atraídos pelas últimas modas, mas estas são corruptíveis e logo passarão (1 João 2:15-17; Romanos 12:2). Os cristãos não devem se apressar em seguir a moda, mas por outro lado não devem tentar deliberadamente ser antiquados. Uma roupa descuidada e desleixada não vai recomendar o Evangelho.

Quanto ao uso de maquilagem e "produtos de beleza", Jezabel, a esposa depravada de Acabe é a única mulher citada na Bíblia que os usava - certamente não era alguém para ser imitada pelas mulheres cristãs! (2 Reis 9:30). Os estilos de cabelo também foram destinados por Deus para fazer uma distinção entre os sexos (1 Coríntios 11:14-15). O cabelo longo é a glória de uma mulher, e a mulher que quer agradar ao Senhor não irá copiar os caminhos do mundo (1 Coríntios 10:31). Deus quer que as mulheres sejam verdadeiramente femininas e não imitem os homens. Ele também reprova os homens por imitar as mulheres. Muitas modas e práticas atuais são outro sinal de revolta contra o Criador e os Seus decretos.

NA IGREJA

Em primeiro lugar, devemos lembrar que na redenção e na salvação não existem distinções de qualquer espécie em tudo – de gênero, nação ou raça, status ou posição (Gálatas 3:28). Todos os crentes são iguais em Cristo Jesus, uma "nova criação" em Cristo (2 Coríntios 5:17). Todos participam da vocação celestial (Hebreus 3:1), e todos têm igual participação nos privilégios do sacerdócio cristão (1 Pedro 2:5,9). Na igreja universal, que é o Seu Corpo, não se conhecem distinções. Mas na igreja local é diferente.

A igreja local deve ser um testemunho para Deus diante dos anjos e dos homens (1 Coríntios 11:10; 14:23-25​; Efésios 3:10-11). Portanto, na igreja cristã se aplica a ordem da criação dos homens e das mulheres (1 Coríntios 14:34-35; 1 Timóteo 2:11-15). As razões para isso são dadas:

  • O homem foi criado primeiro (compare 1 Coríntios 11:2, 8-9);
  • A mulher caiu em transgressão, agindo independentemente de Adão quando foi tentada por Satanás.

Estas Escrituras ensinam que em todas as reuniões da igreja a autoridade, liderança, ensino público e oração são para os homens fazerem, não as mulheres. Isto é claramente indicado em 1 Timóteo 2:8,12... "os homens (literalmente os do sexo masculino) orem em todo lugar", e 1 Coríntios 14:34... "As vossas mulheres estejam caladas nas igrejas". A Palavra de Deus é clara, e não pode ser alterada por meio de argumentos inteligentes e práticas modernas em certas igrejas. No entanto, as irmãs não são proibidas de falar e orar em reuniões de mulheres ou crianças, desde que tenham a cabeça coberta como ensinado em 1 Coríntios 11:2-16.

Há lugar para o ministério de mulheres cristãs em uma ampla gama de atividades para as quais são particularmente adequadas. Como membro do Corpo de Cristo, cada uma tem sua parte na edificação do conjunto (1 Coríntios 12:7,12). A maioria das esposas e mães vai encontrar o seu tempo ocupado principalmente nos deveres de casa. Um lar cristão bem ordenado é uma testemunha poderosa para Deus em qualquer lugar. As mulheres mais idosas, viúvas e irmãs solteiras podem ter mais oportunidade de trabalhar fora, como no ensino em uma classe da Escola Dominical, visitando os entristecidos e doentes, distribuindo panfletos, apoiando no testemunho ao ar livre, participando de encontros de mulheres e no trabalho pessoal entre vizinhos. As irmãs mais idosas são exortadas a ensinar as mais jovens (Tito 2:3-4). A esposa cristã pode ajudar o marido em ensinar alguém que precisa saber mais sobre o caminho de Deus (como em Atos 18:26). As esposas dos anciãos deviam ser capazes de ajudar entre as mulheres, em nome da igreja, desde que elas também estejam qualificadas como determinado em 1 Timóteo 3:11 e 2:3.

A esposa obviamente tem maior participação no fornecimento de hospitalidade aos servos de Cristo e outros crentes visitantes, especialmente os solitários e os mais jovens de lares ímpios (1 Timóteo 3:2,5:10; Tito 1:8; Romanos 12:13; Hebreus 13:2; 1 Pedro 4:9, comparar com Atos 16:15,40). As mulheres cristãs em certas profissões encontrarão oportunidades para testemunhar e trabalhar para o Senhor. Na prática, as mulheres têm provado muitas vezes ser doadoras mais generosas. Encontram-se exemplos de outras formas de serviço para as mulheres em Mateus 27:55; Marcos 12:41-44,15:41; Lucas 8:3; Romanos 16:1; Atos 9:36-39.

A Palavra de Deus registra muitos exemplos de mulheres, dando seus nomes ou não, que manifestaram grande fé e prestaram serviço devotado a Deus, como em Hebreus 11. Muitas, pouco notadas no mundo, vão ouvir num dia futuro a aprovação do seu Senhor: "Ela fez o que podia" (Marcos 14:8).

TEXTOS MAL ENTENDIDOS

Aqueles que desejam promover o ministério público das mulheres cristãs às vezes se referem às seguintes Escrituras que devemos examinar.

  • 1 Coríntios 14:34-35. Às vezes se diz que "falar" aqui é "tagarelice" em reuniões da igreja. Mas esta palavra grega usada frequentemente no Novo Testamento nunca significa "tagarelar". Neste mesmo capítulo ela aparece vinte e quatro vezes, das quais vinte e duas se referem claramente ao ministério público. Ao se tentar substituir a palavra "tagarelice" em qualquer um desses versículos, claramente se vê que não dá certo. Tome o versículo 29, por exemplo! Além disso, não seria igualmente errado para os homens tagarelar? Por que só as mulheres?
  • Atos 21:9-10. Estes versículos nos falam sobre as quatro filhas de Felipe, o evangelista, que tinham o dom da profecia. Mas não nos é dito que as filhas de Felipe usaram o seu dom profético em público. Além disso, observamos no v. 10 que quando Deus tinha uma mensagem profética para Paulo, Ele enviou Seu servo Ágabo por todo o caminho desde a Judeia, em vez de dá-lo por meio das filhas de Felipe que já estavam lá. O ministério público das mulheres nas reuniões da igreja não é compatível com este incidente. Em qualquer caso, não há mais verdadeiros profetas hoje em dia que falam por Deus. Nos últimos tempos, a maioria das mulheres que tem reivindicado ter um dom profético está ligada a seitas e doutrinas erradas (por exemplo, a Sra. Baker Eddy, da "Ciência Cristã", e a Sra. Ellen White, do "Adventismo do Sétimo Dia").
  • Filipenses 4:2-3. Evódia e Síntique trabalharam com Paulo no Evangelho. Mas não se pode presumir que elas pregaram em público, ou mesmo pregado de qualquer forma. Como vimos, há muitas maneiras em que as mulheres cristãs podem ajudar na obra do Senhor sem falar em público.
  • João 4:28-30,42. Esta mulher samaritana foi até a cidade para dizer aos homens o que tinha acontecido com ela. Ela deu seu testemunho simples, provavelmente para aqueles que ela já conhecia (v. 39). Ela lançou um convite, talvez para cada um individualmente, dizendo: "Vinde e vede...". Convidar as pessoas é uma forma admirável de serviço para irmãs cristãs, bem como para os irmãos.
  • Atos 1:14. Este versículo simplesmente significa que as mulheres estiveram presentes, juntamente com os homens, na reunião de oração, e não está implícito que oravam em voz alta.
  • Juízes 4:4-9. Mesmo nesta passagem do Velho Testamento, não há inconsistência com o padrão. É, antes, um aviso. Israel não tinha mais governantes (Juízes 5:7), demonstrando que havia fracasso e confusão na nação em vez da ordem divina. Débora assumiu responsabilidades no governo civil porque não havia um homem capaz e disposto a fazê-lo. Baraque era um líder militar, mas ele era tão fraco e medroso que quando surgiu uma emergência ele chamou Débora para compartilhar o perigo com ele, apesar da advertência que ela lhe deu (v. 9). Em Hebreus 11:32, o nome de Baraque e não o de Débora é mencionado. Assim podemos ver que mesmo na fraqueza onde os homens e as mulheres estão juntos, a liderança pertence aos homens.

Nota de rodapé [1]

Durante os períodos de angústia, como na perseguição aberta à Igreja, abster-se do casamento ou adiá-lo poderia minimizar perigos e dificuldades (1 Coríntios 7:26-31). Também é possível que alguns servos do Senhor sofreram menos distração permanecendo livres de laços familiares como, por exemplo, aqueles que fazem o trabalho missionário pioneiro (1 Coríntios 7:32-35; Mateus 19:12). O apóstolo Paulo foi provavelmente um exemplo disso (1 Coríntios 9:5 com 7:8).

Nota de rodapé [2]

O uso de roupas, até mesmo a pouca roupa das tribos primitivas, é um testemunho do fato da Queda. Os animais não têm essa autoconsciência. O culto da nudez é um dos muitos esforços do homem para negar a Queda! A lei exigia uma distinção entre a vestimenta dos homens e das mulheres (Deuteronômio 22:5), e era a intenção de Deus que isso fosse um princípio permanente.

PARA ESTUDO ADICIONAL

  • Leia 1 Coríntios 12:14-27, onde a igreja local é comparada com o corpo humano. Que membros do corpo poderiam ser como as mulheres na igreja, e quais como os homens? Quais são os mais importantes? O que aconteceria se alguns membros tentassem fazer o que os outros foram designados a fazer?
  • Em 1 Coríntios 11:3 lemos sobre liderança. Como mostra esse versículo que uma chefia diferente não significa desigualdade ou inferioridade?
  • Em 1 Coríntios 11:4-11 é descrita uma maneira importante de distinguir homens e mulheres na igreja local. Qual é e por que é importante?
  • Que razões são dadas nas Escrituras para as mulheres ficarem em silêncio na igreja? Quem mais deverá manter-se em silêncio? (Veja 1 Coríntios 14:28,30).
  • Quais as maneiras em que as mulheres podem servir ao Senhor na igreja local onde você está?

PONTOS PARA LEMBRAR

O Novo Testamento ensina claramente que a liderança na igreja local é para homens e não mulheres. Falar em público, dar ensino e elevar oração compete aos homens.

  • As mulheres não são inferiores aos homens na igreja ou de qualquer outra maneira. Elas têm diferentes tipos de trabalho para fazer como Deus designou.
  • Deus fez os homens e as mulheres diferentes. Esta diferença deve ser claramente vista entre o povo cristão na igreja local e na sociedade.
  • O casamento é o padrão de Deus para os homens e as mulheres, no qual podem encontrar realização e apoio mútuo.
  • A esfera de serviço mais eficaz de uma mulher está em seu lar.

 

autor: Bert Cargill.