• Português

O ser humano e seu destino (6)

Que a meditação nestas coisas encha o nosso ser com a grandeza dos propósitos de Deus em relação a cada um de nós, levando-nos a viver, aqui neste mundo, no temor do Senhor

“E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo”
(1 Tessalonicenses 5:22)

Ronaldo E. Watterson
Nasceu em 21/11/1935, espiritualmente em 1952,
veio para o Brasil em 1960, e faleceu em 30/05/2016

CAPÍTULO 6

GEENA, O LAGO DO FOGO

Marcos 9:41-48, Apocalipse 20:11-15

A palavra Geena é usada 12 vezes no Novo Testamento, e os tradutores têm mostrado uma consistência elogiável em sempre traduzir esta palavra por “inferno”, tanto na versão Corrigida, como na Atualizada. A primeira ocorrência é em Mateus 5:22, onde o Senhor avisa do perigo do “inferno de fogo”. Nos versículos 29 e 30 do mesmo capítulo, o Senhor falou especialmente do corpo, mostrando que este pode ir à Geena, o inferno de fogo. Quando chegamos ao capítulo 10 aprendemos algo mais: a alma também pode ir à Geena (veja v. 28).

Observe bem esta distinção entre Geena e Hades. O Hades recebe a alma, mas não recebe o corpo; Geena recebe tanto o corpo como a alma.

Geena é mencionada três vezes no Evangelho segundo Marcos, e estas referências mostram algo sobre as condições naquele lugar. Já notamos que é um lugar de fogo (Mateus 5:22); agora, aprendemos que este fogo nunca se apaga, é inextinguível (Marcos 9:43). Além disto, aprendemos que o “verme” daqueles que vão para a Geena não morre; dura eternamente, assim como o fogo queima eternamente (Marcos 9:48).

Este trecho de Marcos (9:42-50) mostra que há duas condições para o ser humano na eternidade — a vida e a Geena (veja vs. 43 e 45). Quando chegamos no v. 47, porém, a palavra “vida” é substituída pela expressão “o reino de Deus”, indicando que a vida e o reino de Deus, neste contexto, são sinônimos. Portanto, na eternidade, cada ser humano estará ou no reino de Deus, ou no inferno de fogo.

Lucas também usa esta palavra, dizendo que devemos temer a Deus, pois Ele, e somente Ele, tem o poder para lançar na Geena. Os homens podem matar o corpo, mas não podem lançá-lo na Geena. Isto prova que o inferno não é a sepultura, pois os homens podem lançar um cadáver numa sepultura, mas somente Deus pode lançar no inferno (veja Lucas 12:4-5).

O livro de Apocalipse fala, várias vezes, de um lago de fogo e enxofre. A besta e o falso profeta serão lançados neste lago de fogo (Apocalipse 19:20); Satanás também será lançado no mesmo lugar (Apocalipse 20:12). Mas observe bem o tempo quando estas coisas hão de acontecer. Satanás será lançado no lago de fogo, aproximadamente mil anos depois da besta e do falso profeta, e o texto sagrado diz que “serão atormentados para todo sempre” (Apocalipse 20:10). Isto é impressionante! Mil anos depois de serem lançados no lago de fogo, a besta e o falso profeta ainda se encontrarão naqueles tormentos. Veja o tempo presente do verbo: “onde está a besta e o falso profeta”, e depois, o plural; “eles serão atormentados”.

Mas não podemos parar neste ponto; precisamos ler mais um pouco, até chegar ao capítulo 21 e o versículo 8. Aqui descobrimos que seres humanos, muitos seres humanos, irão para o mesmo lago de fogo.

Não há dúvida, porém, que o lugar chamado Geena é o mesmo lago de fogo. Basta comparar as referências à Geena com os versículos que falam do lago de fogo, e ficará claro que são dois nomes para o mesmo lugar.

Consideremos agora, algumas expressões que o Novo Testamento usa para descrever este lugar. É chamado de inferno de fogo (Mateus 5:22), e também de “fornalha de fogo” (Mateus 13:42-50). Ali haverá choro e ranger de dentes. Em Mateus 18:8 é chamado de “fogo eterno”, e a mesma descrição é repetida em 25:41, quando o Senhor diz que este fogo eterno foi preparado para o diabo e seus anjos.

Marcos acrescenta que é fogo que nunca se apaga (Marcos 9:43, 44, 46, 48), e Judas nos diz que os habitantes de Sodoma e Gomorra estão sofrendo, mesmo agora, a pena de fogo eterno (Judas v. 7). Aprendemos no livro de Apocalipse que aqueles que adoram a besta beberão do vinho da ira de Deus, e serão atormentados com fogo e enxofre (Apocalipse 14:10).

Estas Escrituras são tão claras que não precisam de explicação. Apesar das tentativas do inimigo das almas de torcer, ou negar, estas palavras, a sua mensagem permanece para que todos a leiam. Existe, na eternidade, um inferno de tormentos, onde o fogo nunca se apaga e o tormento nunca cessa.

HADES E GEENA

Já notamos que Hades (Seol) é a esfera dos mortos, em contraste com a esfera dos viventes. Notamos também que não é o destino final do homem. Geena, porém, é eterno, como as Escrituras acima citadas provam. A relação entre Hades e Geena torna-se mais clara quando lemos Apocalipse 20:13-14. Quem morre agora vai para o Hades, a esfera dos mortos. O seu corpo volta ao pó, enquanto a sua alma e o seu espírito estão no Hades. Na ressurreição, ele deixará o Hades para ocupar novamente o seu corpo. No caso dos incrédulos, isto acontecerá depois do Milênio, e eles comparecerão perante o Grande Trono Branco, conforme lemos em Apocalipse capítulo 20. Após aquele julgamento, eles serão lançados no lago de fogo, isto é, na Geena.

Mas veja como Deus descreve isto no capítulo já mencionado: “A morte e o Hades deram os mortos que neles havia” (Apocalipse 20:13). Isto é, os corpos seriam entregues pela morte, e as almas e os espíritos seriam entregues pelo Hades. Então “a morte e o Hades foram lançados no lago de fogo” (v. 14). O estado temporário será lançado no lugar final de tormentos eternos, o que significa que o Hades será tragado pela Geena, e a morte pela segunda morte.

TÁRTARO

Há mais uma palavra grega que aparece no Novo Testamento, e que é traduzida “inferno”. Refiro-me à palavra tártaro, que Pedro usou na seguinte declaração: “Deus não perdoou aos anjos que pecaram, mas havendo-os lançados no inferno [tártaro], os entregou às cadeias da escuridão, ficando reservados para o juízo” (2 Pedro 2:4). É a única vez que esta palavra aparece no Novo Testamento, e o contexto revela que é o lugar onde anjos que pecaram estão reservados para o juízo.

Satanás e os seus anjos serão atormentados eternamente no lago de fogo, como já notamos, mas tártaro parece ser um lugar temporário onde certos anjos caídos estão reservados para o juízo. Chegando este dia de juízo, estes anjos serão lançados no lago de fogo, isto é, na Geena, onde sofrerão eternamente.

FIM

 


 

© 2014 Editora Sã Doutrina
Caixa Postal 241
Pirassununga-SP
13630-970
www.sadoutrina.com

autor: Ronaldo E. Watterson.