• Português

Prioridades - 2

Portanto, não vos inquietais, dizendo: Que comeremos?
Que beberemos? Ou: com que nos vestiremos?
Porque os gentios é que procuram todas estas coisas,
pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas;
buscai, pois, em PRIMEIRO lugar, o seu reino e a sua justiça,
e todas estas coisas vos serão acrescentadas
” (Mateus 6:31-33).

Uma advertência que precisa ser enfatizada é a de que os cuidados deste mundo, a ilusão do conforto, acrescida da cobiça por mais coisas, sufocarão tudo o que Deus puser em nós. Quando o problema não é com alimento, sustento e vestuário, vem sob a forma de dinheiro ou da falta dele; de companheiros ou de falta deles; ou de circunstâncias desagradáveis e difíceis. É uma constante preocupação o tempo todo e, a menos que deixemos que o Espírito de Deus fortaleça os nossos corações contra essas coisas, elas virão como uma inundação.

O Senhor Jesus estava conversando com os discípulos recém-designados quando disse as palavras citadas acima. Eles tinham deixado suas famílias e seus empregos para seguirem ao Senhor Jesus e uma das primeiras lições que aprenderam foi esta: “Eu sou o Pão da Vida; o que vem a mim jamais terá fome; o que crê em mim, jamais terá sede” (João 6:31).

Se tivermos talentos, dons e saúde razoável teremos que usar as nossas capacidades no nosso serviço reconhecendo que Ele tem providenciado tudo. “Enquanto durar a terra, não deixará de haver sementeira e ceifa, frio e calor, verão e inverno, dia e noite” (Gn.8:22). Ele conhece as nossas necessidades. Mesmo assim Ele quer que as apresentemos como Ele ensinou na Sua oração dominical. “O pão nosso de cada dia dá-nos hoje” (Mt.6:11). Após apresentarmos as nossas petições e súplicas a vontade dEle é inconfundível: “Não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? ... vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas.” (v. 31).

  • Observai”, diz o Salvador, “as aves do céu”. O principal objetivo das aves é obedecer ao princípio de vida que está nelas, e o Criador cuida delas. O que o Senhor Jesus quer dizer é que, se estivermos num relacionamento íntimo com Ele e obedecermos ao Seu Espírito, que está em nós, Deus cuidará das nossas necessidades.
  • Considerai ... os lírios do campo”. O que chama a nossa atenção é o crescimento deles. Muitos se recusam a crescer, conseqüentemente acabam por não lançarem raízes em parte alguma. O Salvador diz que, se vivermos de acordo com a vida que Deus nos deu, Ele cuidará de todas as outras coisas. Quanto tempo levamos aborrecendo Deus com perguntas, quando deveríamos estar completamente livres para nos concentrarmos em Seu trabalho? Consagrar-se significa estar continuamente se separando para determinada coisa. Será que estamos continuamente nos consagrando a buscar a Deus todos os dias da nossa vida?
  • Buscai ... em primeiro lugar, o seu reino ...”. Preocupa-se apenas com uma coisa, diz o Senhor, com o Seu relacionamento conosco. Esta palavra “buscar” tem um significado importantíssimo na Bíblia, como os trechos seguintes revelarão: Mateus 28:5 – “o anjo, dirigindo-se às mulheres, disse: Não temais: porque sei que buscais a Jesus, que foi crucificado”. Marcos 1:37 – “Tendo-o encontrado, lhe disseram: Todos te buscam”. Lucas 15:8: “Ou qual é a mulher que tendo dez dracmas, se perder uma, não acende a candeia, varre a casa e a procura diligentemente até encontrá-la?” Estas pessoas tinham algo em comum. Estavam buscando incansavelmente o objeto desejado e não iriam desistir até encontrá-lo. O “bom senso” hoje grita alto e diz: “Eu tenho que pensar em como vou viver, tenho que pensar no que vou comer e beber”. Mas o Senhor Jesus diz que não, porque somos cidadãos de um outro reino.

ONDE ESTÁ O SEU REINO?

Este mundo tenebroso é governado hoje pelo “príncipe do mundo” (João 14:30), uma referência a Satanás. Mas logo no começo deste Evangelho, Mateus, anunciando o Salvador, disse: “Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus” (Mt.3:2). Este é o domínio do céu sobre a terra. João estava preparando o caminho do Senhor, o Rei.

Em Lucas, capítulo 10, o Senhor Jesus envia Seus servos com algumas instruções específicas, dizendo: “Quando entrardes numa cidade e ali vos receberem, comei do que vos for oferecido. Curai os enfermos que nela houver, e anunciai-lhes: A vós outros está próximo o reino de Deus” (Lc.10:8-9). O Senhor Jesus na presença do governador Pilatos, enfatizou a importância da Sua posição, dizendo: “O meu reino não é deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, os meus ministros se empenhariam por mim, para que não fosse eu entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui” (Jo.18:36).

Buscar o Seu reino é buscar o Rei. Procurar o Seu reino significa fazer a Sua vontade e glorificá-Lo através da nossa vida, pois Ele é o único que é digno de ser obedecido. O Senhor Jesus queria que Seus discípulos O colocassem em primeiro lugar em suas vidas. Que individualmente saibamos dizer: “convém que Ele cresça e que eu diminua”.

autor: André David Renshaw.