Boletim dos Obreiros

Comunicação moderna atrasa a comunicação com Deus!

“Contudo, já em nós mesmos, tivemos a sentença de morte, para que não confiemos em nós, e sim no Deus que ressuscita os mortos; o qual nos livrou e livrará de tão grande morte; em quem temos esperado que ainda continuará a livrar-nos, ajudando-nos também vós, com as vossas orações a nosso favor, para que, por muitos, sejam dadas graças a nosso respeito, pelo benefício que nos foi concedido por meio de muitos” (2 Coríntios 1:9-11).

Na época em que Paulo viveu não existia Internet, porém os irmãos souberam da necessidade de orar por Paulo e seus companheiros, mas como? Será que o ditado popular realmente é verdade, “notícia ruim corre mais rápido que o vento”? Ou será que existe algo mais por detrás que estamos nos esquecendo de usar nos dias atuais?

Quantos de vocês conhecem a história de vida de David Livingstone? Certo dia um missionário na África voltou para casa, na Escócia, com o intuito de chamar mais pessoas para serem missionários na África. Porém, quando chegou numa determinada igreja só tinham 10 senhoras de idades avançadas. Ele então pensou em mudar sua mensagem, mas ouvindo a voz de Deus ele fez o chamado mesmo assim. Não sabia ele que lá no alto ajudando o tocador de órgão havia um jovem que, por sua vez, aceitou ao convite e descobriu que a melhor forma de servir o Senhor na África era sendo médico.

Alguns anos depois já formado em Medicina este jovem foi servir ao Senhor na África. Após um tempo o chefe de uma tribo avisou que ele estaria indo naquela noite matar o missionário e seus fiéis. David, o jovem que tinha aceitado o desafio, foi para o seu quarto orar e perguntar ao Senhor se este seria o fim do seu trabalho e ministério de anos na África. A noite chegou e os homens não vieram e o melhor é que um tempo depois o chefe desta tribo se converteu. David então perguntou a ele por que não tinha vindo matá-los como tinha prometido. O chefe respondeu que tinha vindo, mas quando chegou havia 39 gigantes ao redor da cidade.

David, posteriormente, quando na Escócia, relatou este acontecimento depois do culto, em uma das igrejas que ele dava relatório, um senhor de idade o chamou para o canto e perguntou a data exata deste acontecimento. Olhando em seu caderno de anotações o senhorzinho mostrou que naquele dia havia 39 pessoas no culto de oração orando por David e seu ministério. Coincidência? Não, irmãos, foi o agir do Espírito Santo na vida daqueles irmãos.

Por que o Espírito Santo não age mais assim nas nossas vidas? Na verdade, irmãos, Ele age. O problema é que nos dias atuais temos tanta tecnologia que em vez de estarmos orando para Deus abrir nossos olhos a fim de vermos quem está precisando de oração, ofertas ou ajuda, temos confiado em relatórios digitais, Facebook e outros meios de comunicação. Quero deixar claro que estes meios de comunicação não são errados e devem ser usados para ajudar na transmissão das Boas-Novas. O problema não está em quem manda e sim em quem recebe. Temos nos deixado levar por estes meios de comunicação em vez de orarmos para o Senhor abrir nosso entendimento.

Paulo agradeceu aos irmãos em Corinto pelas orações, pois através delas ele e seus companheiros foram fortalecidos para continuar na jornada. Ele também agradeceu aos filipenses pela ajuda financeira que eles tinham mandado. Como estas e outras igrejas sabiam se não havia comunicação instantânea? Tinham sim, chama-Se Espírito Santo.

Creio, irmãos, que temos que voltar a velha prática da oração, pois têm muitos irmãos que estão passando necessidades, em todas as áreas, mas que não estão recebendo a ajuda correta porque não estamos ouvindo a voz do Espírito Santo e sim a voz da modernidade.

Você já pensou se os irmãos não tivessem orado por Paulo, ou por David Livingstone? Por quantos irmãos Deus tem tocado em seu coração hoje para você orar? Antes de ler qualquer relatório passe um instante em oração pela obra do Senhor, e deixe-O falar consigo.