Boletim dos Obreiros
Quarta, 16 Janeiro 2019 00:00

Eder Lúcio Rodrigues Ferreira

... “Acaso, não chorei sobre aquele que atravessava dias difíceis ou não se angustiou a minha alma pelo necessitado?” (Jó 30:17). Este é o testemunho de Jó, em seu momento de angústia, quando não entendia os acontecimentos de sua vida. Ele afirma que se compadeceu das aflições de outros, mas que agora se sentia incapaz de receber alívio. O verso me chamou a atenção, pois, em parte, esta é a minha percepção deste período de angústia no qual minha família e eu vivemos. Contudo, diferente de Jó, quero testemunhar e agradecer ao Senhor pela vida dos irmãos que se tornaram grandes parceiros e sustentadores em oração. Vocês são estes que estão chorando e angustiando-se por mim e minha família. Obrigado a todos os amados e queridos irmãos. Minha filha Ester deixou em 2016 a faculdade em seu penúltimo período com o diagnóstico de síndrome de pânico. Ao longo de 2017 o diagnóstico mudou para transtorno de ansiedade. A partir de setembro de 2018 suas crises dissociativas se intensificaram, passando a outras evoluções que necessitavam de nossa constante presença e cuidados. Recebeu ao fim de 2018 o diagnóstico de “transtorno de personalidade limítrofe – borderline”. Este último semestre foi impactante, não apenas pela evolução do quadro, mas principalmente pelo apoio que recebemos dos amados irmãos que souberam e acompanharam as notícias pelos grupos na rede social. Recebemos mensagens, telefonemas e contribuições financeiras que nos sustentaram durante o tratamento dela. Vemos e sentimos muito amor dos irmãos. Louvado seja o Senhor por suas vidas. Durante o último mês fomos agraciados com um período de tranquilidade e até mesmo de normalidade. Os medicamentos fizeram seus efeitos e, acima de tudo, as orações foram atendidas. Esta é a outra razão que nos leva a relatar e agradecer. Meu irmão nos proporcionou um momento de descanso com sua família. Precisávamos. Foi muito bom, apesar de perceber que Marly e eu estamos doentes também. Mas a graça do Senhor tem sido e continuará sendo o nosso sustento. Dia 18/1 sairá o resultado das provas do Enem deste ano. Possivelmente um período de angústia para a Ester, visto que não consegue retornar para a UFES – Universidade do Espírito Santo. Esta semana ela cancelou sua matrícula. Aguarda a oportunidade de fazer um novo curso em uma universidade mais perto de casa – Viçosa (MG). Peço que OREM por ela para que consiga assimilar a vontade do Senhor em sua vida. OREM também pelo Daniel, nosso filho, que sofreu também durante este período junto conosco, sendo prejudicado em alguns momentos. O Senhor fechou as portas para ele no serviço público como professor. Agora está num período em que importantes decisões devem ser tomadas. OREM para que consiga o discernimento dos caminhos a serem seguidos. Quanto a Marly e eu, queremos retomar a nossa rotina e produção. OREM para que tenhamos força para resgatá-la. Tenho projetos aguardando minha atenção tais como o Comentário Bíblico dos Irmãos, o programa de discipulado na formação de líderes e outros. Precisamos de força para fazer todas estas e outras engrenagens voltarem a funcionar. Obrigado pelo apoio dos amados irmãos, sem o qual não estaríamos aqui e continuem ORANDO por nossa família. Em Cristo ... (14/01/2019).

Informações adicionais

Itens relacionados (por tag)