Boletim dos Obreiros
Segunda, 05 Março 2018 00:00

Gercino Maximiano de Araújo

... “O que era desde o princípio, o que temos ouvido, o que temos visto com os nossos próprios olhos, o que contemplamos, e as nossas mãos apalparam, com respeito ao Verbo da vida, e a vida se manifestou e nós a temos vistos, e dela damos testemunho, e vo-la anunciamos, a vida eterna, a qual estava com o Pai e nos foi manifestada” (1João 1:1-2). Não por acaso, escolhi como preâmbulo estes dois versículos. É um assunto que domina o meio cristão, mas nem sempre se encontra na prática o seu sentido exato. São os tempos da apostasia, não só da fé bem como de tudo que tinha valor sagrado e que está exposto ao vexame público, e muitos irmãos têm acolhido no seio da igreja como forma de incentivo a permanência dos membros que não têm interesse no avivamento da igreja. Desta forma a comunhão tão almejada na igreja fica somente nas palavras e não na prática. Gosto de lembrar que a base doutrinária para toda comunhão de verdade é a pessoa do Senhor Jesus Cristo. É impossível haver comunhão com pessoas que adotam conceitos falsos acerca de Cristo. O versículo 2 confirma que Aquele que estava com o Pai e que é chamado de Vida Eterna por João, Se tornou carne e habitou entre nós e foi visto pelos apóstolos. É muito bom saber que o meu conhecimento acerca da Vida Eterna não se baseia em especulações de filósofos ou mesmo em teólogos, mas no testemunho irrepreensível de homens que ouviram, viram, contemplaram e apalparam Aquele a Quem ela foi encarnada. Agora quero falar sobre minha tentativa de mudança. Viajei para Laguna-SC no dia 1/2 com a intenção de no futuro próximo mudar-me para lá. Agora está nas mãos de Deus como sempre esteve os meus planos. Tenho que resolver algumas coisas aqui para que isso aconteça. Estamos no aguardo, pois na verdade há uma necessidade grande de um testemunho do Senhor naquele lugar, principalmente pela ausência de trabalhos do nosso contexto de igrejas. É um lugar apropriado para pessoas como a Silvanira, queremos juntar o útil ao agradável, sempre com a permissão do Senhor. Meu telefone: (21) 98166-4908, email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ... (02/03/2018).

Itens relacionados (por tag)