Boletim dos Obreiros
Quarta, 10 Abril 2019 17:02

Anderson Rocha de Almeida

"... Contentai-vos com as coisas que tendes; porque ele tem dito: De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei" (Hb. 13:5). Prezados irmãos, tenho muita alegria em poder compartilhar com vocês um pouco do que temos vivido aqui no Uruguai. A maior de todas as bênçãos que temos desfrutado é poder sentir que Deus de maneira alguma nos deixa e que jamais nos abandona. Muitas vezes não vivemos o cumprimento dessa promessa porque deixamos de nos contentar com o que já temos de Deus e ficamos dependentes de muitas coisas, que embora não seja pecado desejar, passa a ser pecado quando fica claro que a nossa alegria e disposição para servir dependem dessas coisas. Irmãos, Deus é suficiente, não espere ter isso ou aquilo para louvar, para servir a Deus. Sirva a Deus na confiança que Ele de maneira alguma te deixará e nunca jamais te abandonará. Sirva a Deus hoje! Em Cristo, Deus já tem nos abençoado com toda a sorte de bênçãos espirituais. Hoje completamos 60 dias que chegamos no Uruguai. Passamos por muitas lutas, as quais em muitos momentos nos desanimaram. Infelizmente muitas dessas lutas foram produzidas pelo nosso próprio coração, mas Deus em Sua infinita misericórdia nos levou em Seus braços nesses dias e assim foi maravilhoso sentir que Ele de maneira alguma nos deixa e nunca jamais nos abandona. Não estamos livres das lutas, mas à medida que vamos crescendo no conhecimento do Senhor, podemos desfrutar de Sua paz e alegria em meio às lutas. Nas primeiras semanas aqui participamos no acampamento de família e assim pudemos conhecer várias famílias das igrejas no Uruguai, foram dias de imersão total na cultura uruguaia. Nas semanas seguintes tivemos muito trabalho físico organizando as dependências existentes e preparando o alicerce para a construção da sala de aula e da oficina, as quais estão no estágio de levantar as paredes. Em seguida começamos uma reforma num quarto para receber as três alunas (contrapiso, cerâmica, pintura etc.). Em meio a todo esse movimento nos acomodamos como família num dormitório de 9X6 e fizemos algumas adaptações com a ajuda de irmãos uruguaios, os quais também nos abençoaram com dois guarda-roupas e dois ventiladores. Continuamos morando nesse dormitório e podem acreditar, a Raquel tem feito um ótimo trabalho deixando o ambiente muito agradável. Depois de viver todas essas maravilhosas experiências chegou o momento em que mais ansiávamos, a chegada dos seis alunos (Angi, Belén, Fiama, Emiliano Grillo, Emiliano Fejarri, Matias). Foi um momento de muita emoção receber cada um deles e tem sido maravilhoso poder servir a Deus com esses irmãos. A Raquel tem cuidado da cozinha comunitária e um aluno a acompanha todos os dias, sendo que à tarde uma aluna fixa a acompanha e também há um revezamento entre as mulheres da liderança, no caso, Raquel, Délia e Melina. Todos nós fazemos nossas refeições juntos, com exceção do café da manhã que podemos buscar no refeitório e tomar em casa. As aulas são das 8h00 às 11h50. Nesse módulo estou lecionando 1 e 2 Pedro, e também faço as compras de alimentos. Todas terças e quintas-feiras à tarde participo com os alunos nos trabalhos de manutenção da propriedade. Às 17 horas temos um lanche juntos e depois temos um tempo livre até a janta que é às 20h00. Todos também assistimos a igreja local em suas atividades servindo ao Senhor naquilo que aparece. Queremos expressar nossa gratidão por cada irmão que tem orado e ofertado. Deus tem respondido suas orações e assim continuamos servindo a Deus desfrutando do Seu cuidado a cada dia como "...Ele tem Dito: De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei" (Hb. 13:5). Em Cristo ... (Temos enviado muitas fotos pelo zap. Quem desejar recebê-las nos solicite pelo zap 598 091407330 (Anderson) ou 598 091420141 (Raquel). Nosso e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ... (19/03/2019).

Informações adicionais

Mais nesta categoria: « Leandro da Costa Silva