Boletim dos Obreiros
Quarta, 03 Abril 2019 00:00

Adilson José Braga Riguitti, Manhumirim-MG

... Amados irmãos, “A minha porção é o Senhor, diz a minha alma; portanto esperarei nele” (Lm.3:24). Estas breves linhas têm por finalidade dar algumas informações nossas e da igreja em Manhumirim. Antes, porém, gostaríamos de estar agradecendo a todos vocês que oram pelas atividades locais e também pedir desculpas pela falta de notícias através dos relatórios como este, sendo dois os principais motivos: Não há muito que relatar sobre as nossas atividades e as más notícias não valem a pena serem relatadas; a outra razão é que desde o final de outubro quando nossa filha sofreu um acidente de trânsito em Muriaé, quebrando o pé e a mão, minha esposa em seu instinto de mãe e avó ficou bem inquieta com a situação, o que resultou em várias idas e vindas a Muriaé, assim como sua permanência lá, onde temos uma residência própria para poder dar assistência para a filha e neta de 3 anos. Esta situação graças a Deus veio a se normalizar no princípio de janeiro, porém outra ainda pior teve início por volta do dia 15/12, situação que também envolveu a filha a e a neta, sendo que esta abalou ainda mais a saúde emocional da Carmem, porém não sabíamos que era emocional, ao fazer a consulta o médico suspeitou de problema cardíaco, foram feitos exames de eletrocardiograma e ecocardiograma em Muriaé, e acabou sendo descartadas estas hipóteses e ficando claro ser um quadro de ansiedade. Hoje o problema familiar ainda persiste, e ela continua atuante na causa, apesar de serem poucas suas forças, ela mais uma vez ficou em Muriaé para dar suporte à neta. Confesso que tais circunstâncias têm causado muitas confusões em nossas mentes, porém Deus as têm dissipado e nos dado forças para seguir adiante, contrariando assim os malignos desígnios do inimigo da igreja. Quanto às atividades rotineiras da igreja local, continuam dentro de sua normalidade, até mesmo no que diz respeito aos velhos problemas, como é lamentavelmente comum em toda a igreja (falta de envolvimento e distanciamento de alguns), mas Deus tem dado graças aos que levam a vida cristã a sério. No que diz respeito à escola de crianças, voltamos a ter problemas por falta de alunos, mesmo empenhados em fazer algo a mais para atraí-los, contudo sumiram, apenas uma jovem de 13 anos, Manuela, tem persistido e sempre traz uma ou mais crianças com ela e isto tem ainda nos dado esperanças de que dias melhores virão. Nossas reuniões externas continuam, isto tem sido muito bom, pois eles não vêm ouvir aqui, nós vamos até eles falar do grande e maravilhoso amor de Deus. Continuo atuando na Associação de Casas de Oração de Carangola onde atualmente estamos envolvidos com os irmãos da casa de oração da Fazenda Maranhão, eles ganharam um terreno na área urbana e agora precisam vender o imóvel rural para edificar a nova casa de oração, ajude-nos em ORAÇÃO para que o Senhor nos guie ao comprador certo, o primeiro interessado foi descartado, pois não se encaixou no perfil de Provérbios 20:14... “Nada vale, nada vale, dirá o comprador, mas, indo-se, então se gabará”. Muito obrigado a todos que têm orado por nós, que o Senhor nosso Deus vos recompense e abençoe. Em Cristo Jesus ... (10/03/2019).