Boletim dos Obreiros
Sexta, 05 Julho 2019 15:41

Juvenal Fortunato de Paiva, Contagem-MG

... Prezado irmão, saudações. Sou leitor e admirador do Boletim dos Obreiros há muitos anos. Tornei-me assinante mesmo não sendo obreiro em tempo integral. Caso não contrarie as normas da diretoria, ficarei imensamente grato se puder publicar o presente relato, pois estou passando uma fase difícil pela partida da minha querida esposa, Nemy Rezende de Paiva, no dia 15/4. Ela nasceu em Mato Alto em 18/01/1935. Na sua adolescência foi adotada por sua tia Eleonora Rezende, residente em Aimorés. Quando nos casamos em agosto de 1962, ela tinha 27 anos. Permanecemos na região por mais 14 anos na batalha da lavoura, onde meus pais tinham um antigo sítio, região dos Portões. Partimos com nossos três filhos de mudança para Belo Horizonte, onde estamos até hoje morando numa casa que construímos na região da Pampulha. Morei em Portões por longos anos perto de meus pais, Marculino e Maria Marculina, falecida em 26/9/2016, com 104 anos. Foi uma das grandes pioneiras na igreja local. Seus filhos foram: Juvenal, Joel, Clêdis, Bete, Alôncio, Yolanda, Otacir e José Anacleto; participando com os irmãos na antiga casa de oração, ter convivido com muitos dos antigos pioneiros daquela igreja, como: João Goldsmith e esposa Laura, Pedro Rezende, Mc Nair e sua irmã Carlota, Olegário de Amorim, Gil Apolinário, Custódio Pereira, Manoel Custódio, João Candinho, José Valério e outros que não me lembro do nome. Isto já por volta de 1938. Resumi aqui o meu longo comentário para não ocupar muito espaço e não ser cansativo. Mas pretendo digitar tudo que está no meu coração em folhas e xerocar. Se algum irmão desejar receber um exemplar poderá entrar em contato com o irmão Francisco Apolinário pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo., telefones: (31) 3353-3375 ou (31) 98502-1044 ... (05/06/2019).