Boletim dos Obreiros

Eurico Merlo Kohls

6 Janeiro 2019

... "O justo florescerá como a palmeira, crescerá como o cedro no Líbano" (Sl. 92:12). Estimado irmão, sempre damos graças ao Senhor por sua preciosa vida, que certamente está nas mãos de Quem tem sempre o melhor para os Seus! Sua resignação, paz e calma, sua entrega diante do nosso Pai que tudo sabe. E que Seu consolo esteja a cercá-lo em todos os momentos. Agradecemos pela oferta vinda junto com o Boletim dando notícias de nossos irmãos obreiros em suas lutas e vitórias. Depois de passarmos pouco mais de seis meses em tratamento de saúde, não poderíamos deixar de voltar para "nosso canto". E o Senhor tem nos trazido para morar perto de nossa filha, que tem sido muito bom. Não cansamos de agradecer e esperamos que este seja o último endereço aqui na terra! Agradecemos as ORAÇÕES. Agradecemos ao Senhor por dar-nos condições de cumprir nossa tarefa ali no Mazagão Velho a cada domingo pela manhã. Esperamos ver muitas bênçãos ali! Continuamos em oração pelo irmão e sua família. Que o ano novo traga o Senhor para nos buscar! Abraços no glorioso amor de Cristo Jesus nosso Senhor. Anotem o nosso novo endereço: Estrada Delta, 829 - A, Elesbão, Santana-AP, 68925-294 ... (NR: Graças dou ao Senhor que, por tantos anos, tenho sido alvo de suas petições perante o Senhor. Com a chegada dos anos, também aprendemos o que é sofrer e nós dois sabemos que há momentos nada fáceis, mas quando olhamos para o nosso Redentor não vacilamos, pois Ele foi homem de dores que sabe o que é sofrer. Oxalá querido irmão, que, de fato, neste novo ano venha o Senhor para nos buscar. Maranata!) ... (03/01/2019).

Sobre o trabalho

Minha família e eu morávamos em Alenquer (PA), nosso primeiro lugar no trabalho do Senhor.

Entre os anos de 1977 e 1979, precisamos ir à Manaus para tratamento da saúde de Mariléa.

Conseguimos uma casa simples na periferia, onde iniciamos um pequeno ponto de reuniões, evangelizando a vizinhança. Alguns creram.

Nesses últimos dias, assistindo aos noticiários,vimos os massacres e mortes nos presídios e como as autoridades buscavam alternativas para separarem os presos amotinados. Encontraram no centro de Manaus a Cadeia Pública que estava desativada.

Ao ver a fachada dessa cadeia, senti voltar o tempo. Lembrei-me quanto o Senhor, naquela época, provou nossa fé, confirmando nosso chamado para a Sua Obra.

Durante dois anos entrei naquela cadeia para levar a Palavra de Deus aos presos. O Senhor me fez conhecer Horst Stute (o irmão Oreste), procedente das igrejas na Alemanha que trabalhava numa tribo de índios em Rondônia. Quando ele ia até Manaus, se reunia conosco no bairro Alvorada I. Foi ele quem me indicou junto às autoridades para ter acesso ao presídio uma vez a cada semana.

Na época era a maior prisão existente no Estado do Amazonas, cabendo 109 detentos, sem excessos. Todas as vezes que tinha que ser vistoriado, um soldado armado me acompanhava e me trancava na cela com os presos, montando guarda do lado de fora.

A Palavra foi pregada e ensinada, cursos bíblicos foram feitos e houve muitas bênçãos. A maioria era traficante de drogas. A droga vinha do Peru e Colômbia através das FARC. Em Tabatinga havia uma quadrilha receptora com a sigla X-19, homens perversos e perigosos. Quando acontecia serem presos, eram levados para Manaus.

Dentre eles havia um chileno, Juan, muito educado, que foi preso por transporte de uma pequena quantidade de droga. Em uma de minhas visitas disse-me que iria se matar. Havia "apontado" uma colher transformando-a em um punhal. Conversei e orei muito com ele, e, chorando, rendeu-se ao Salvador. Entregou-me seu "punhal". Creu no Senhor! Posteriormente foi solto e levado de volta a sua família.

Outra lembrança foi a de Moisés. Era um dos perigosos, pertencente ao X-19. Constantemente ficava na solitária. Mas ele ouviu a Palavra e confessou Cristo como seu Salvador e Senhor. De verdade ele creu, pois houve uma real mudança de comportamento. Com o passar do tempo, ele já dizia que precisava sair para contar as Boas-Novas para a sua família que morava em Tabatinga. Ele sabia que havia um Único Advogado com poder para libertá-lo daquela prisão. E isto aconteceu!

Precisei viajar até Alenquer. Dois dias antes de meu regresso, um jovem foi até nossa casa para se despedir. Deixou-me um abraço, dizendo que estava voltando para Tabatinga e que seu nome era Moisés. Até pensei que ele fugira da prisão, mas quando cheguei lá, constatei que uma autoridade de Tabatinga, por meios legais, assumiu sua custódia, levando-o para cumprir o restante de sua pena perto de seus familiares.

"Não fosse o Senhor, que esteve ao nosso lado..." (Sl. 124:1).
"Quem sai andando e chorando,enquanto semeia, voltará com júbilo, trazendo os seus feixes" (Sl. 126:6).
"Senhor, concede-nos a paz, porque todas as nossas obras Tu as fazes por nós" (Is. 26:12).

(15/01/2017)

Dados Pessoais

Data de Nascimento: 06/04/1946, em São Domingos-ES, Brasil
Esposa: Mariléa S. Kohls (02/09/1950)

Reúne-se
Reúne-se com a igreja em Santana-AP Santana e Mazagão-AP, Brasil
Recomendado
Recomendado pela igreja em Vera Cruz, Cariacica-ES
Apoio

CPF:190254-677.68

Banco Brasil (001), agência 3346-4, conta-corrente 47.222-0
Caixa Econômica (104), agência 3102, poupança 22857-0, operação 013

Endereço

Estrada Delta, 829 - A,
Elesbão,
Santana-AP,
68925-294
Brasil

Telefone

(96) 99134-4726

e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.