Boletim dos Obreiros

Lições para jamais se esquecer

permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o aprendeste
(2 Timóteo 3:14)

Há lições que jamais podemos esquecer. São as que não se apagam no curso do tempo porque se transformam em experiências de vida exemplares, de valor inestimável para o bem da sociedade.

No mês de maio destaca-se a importância da vida familiar, reconhecidamente vital para o bem da comunidade humana. A família é um precioso projeto de Deus para a felicidade do ser humano e simboliza, espiritualmente, o outro grande projeto de Deus para a benção do homem, a Sua amada Igreja.

Sempre disse e aqui repito que a família é a base da sociedade e a estrutura da nacionalidade. Estou convicto de que o contexto tão deplorável e de notória decadência moral que vivenciamos na esfera social, deve-se ao comportamento irresponsável e negligente das lideranças familiares, que manifestam notória omissão no cumprimento do seu importante papel informador e formador da família e, conseqüentemente, da própria sociedade.

A falência da vida familiar, desprovida dos corretos e sadios valores éticos, morais e espirituais, reflete-se, de forma contundente, na vida social. Veja-se o tremendo impacto que causou o recente e trágico acontecimento da morte de uma menina em São Paulo, fato criminoso e repugnante cuja responsabilidade de autoria está se atribuindo aos próprios pais!

Se tudo isso ocorre é porque há uma tremenda negligência na adoção de lições corretas e válidas na atitude dos que formam a célula familiar. Não porque tais lições não estejam ao alcance de todos, mas porque o ser humano não as busca na fonte correta, a Palavra de Deus, desprezando-as conscientemente, levado pela ardilosa atuação diabólica, preocupada em destruir a família, a sociedade e os seus verdadeiros valores. Deus não só instituiu a família como proveu, através de lições claras e abundantes da Sua Palavra, os recursos necessários para a sua formação e atuação na realização abençoada dos seus propósitos (“E Deus os abençoou” [o homem e a mulher] Gênesis 2:28).

A Palavra de Deus é um repertório notável de lições preciosas para a vida familiar, com destaque às inúmeras e sábias palavras escritas em Provérbios, onde se lê: “ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele” (Provérbios 22:6).

Há de se distinguir, em relação às preciosas lições da Palavra de Deus para a família, dois fatos de fundamental importância:

  • Os pais devem buscá-las na Palavra de Deus, aprendê-las, ensiná-las aos seus filhos e vivê-las, pois é o caminho insubstituível para a valorização da família e o instrumento substancial da realização do benefício social. Veja Deuteronômio 11:18-22 e Salmo 78:1-8. Paulo ilustra bem essa extraordinária verdade, escrevendo ao seu filho espiritual Timóteo, a respeito de sua avó e de sua mãe: “tua fé sem fingimento, a mesma que habitou em tua avó Lóide e em tua mãe Eunice” (2 Timóteo 1:5); “Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o aprendeste e que, desde a infância, sabes as sagradas letras, que podem tornar-te sábio” (2 Timóteo 3:14-15).
  • Os filhos devem aprender as lições de seus pais, nelas permanecer e aplicando-as as experiências da sua vida para se tornarem sábios e capacitados para influir, beneficamente, a vida social. Paulo também destaca essa verdade, consoante se vê nos textos acima referidos (2 Timóteo 3:14), onde conclui com notável ensino sobre o eficaz processo da educação através das Escrituras: “Toda Escritura é inspirada por Deus (sopro de Deus) e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça (padrão de Deus para a vida), a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra” (2 Timóteo 3:16-17). Em Efésios 6:1-2 ... Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor, pois isso é justo. “Honra a teu pai e a tua mãe”. Veja também Provérbios 6:20-22, onde destaco: “Filho meu, guarda o mandamento do teu pai e não deixes a instrução de tua mãe”.

Infelizmente não é isso o que vem acontecendo no comportamento da família, razão por que vivenciamos dias tenebrosos e caóticos, de acentuadas decadências imoral e espiritual, devassidão, corrupção, violência, indisciplina e outras tantas maléficas características, que denotam o rumo desastroso da sociedade moderna.

Essa ordem de idéias trouxe-me à lembrança um fato que impactou a minha vida e que tem a ver com esta crônica. Não tenho como deixar de reportá-lo e, por isso, peço vênia para fazê-lo com muita saudade e emoção.

Quando nossa querida e extremosa mãe partiu para o Senhor, em fevereiro de 1980, encontramos em sua velha Bíblia, entre as páginas de 1 Coríntios 16, um pequeno papelucho escrito com letra trêmula poucos dias antes de falecer, no qual ela deixava para os filhos as suas últimas e inesquecíveis lições. Reportando-se ao texto em 1 Coríntios 16:13-14 ela produziu cinco preciosas lições para os seus cinco filhos, todos já adultos. Foram, sem dúvida, LIÇÕES PARA JAMAIS SE ESQUECER. Com 81 anos de vida materialmente pobre, dos quais 55 anos vividos como humilde e fiel serva do Senhor, mulher de exemplo digno de fé, de oração e de confiança em Deus, soube muito bem instruir os seus cinco filhos nos caminhos em que deviam andar. Foram inúmeras as lições que lhes passou no curso de sua abençoada vida, o que possibilitou tornarem-se todos eles cristãos que procuraram viver para o Senhor e glorificá-Lo. Ainda, assim, houve por bem, poucos dias antes de partir para o Senhor, deixar-lhes a última e valiosa mensagem LIÇÕES PARA JAMAIS SE ESQUECER!

Por julgá-las de valor inestimável no contexto desta modesta crônica, tomo a liberdade de encerrá-la transcrevendo-as na sua integridade, pois, sem duvida, será de grande bênção para os nossos amados leitores.

Sede vigilantes, permanecei firmes na fé, portai-vos varonilmente, fortalecei-vos, todos os vossos atos sejam feitos com amor” (1 Coríntios 16:13-14).

  1. Sede vigilantes, porque o diabo, nosso adversário, está sempre ao redor de nós para nos tragar.
  2. Permanecei firmes na fé. No Senhor Jesus Cristo devemos permanecer, pois Ele é a nossa força permanente.
  3. Portai-vos varonilmente, com raciocínio de gente grande, que sabe discernir as coisas de Deus e fazer a Sua vontade.
  4. Fortalecei-vos, pois a nossa força vem do Senhor, que fez o céu e a terra. Tudo posso naquele que me fortalece.
  5. Todos os vossos atos sejam feitos com amor. Deus é amor e a nossa vida tem que ser vivida em amor para todos os nossos semelhantes.

Essas são, indubitavelmente, LIÇÕES PARA JAMAIS SE ESQUECER. Esperamos que sejam uma grande bênção para todos os que as lerem.

Conclusão – Os dias são maus. A solução para o grave problema que atormenta a sociedade humana de descompasso e de falência moral e espiritual está no acerto da vida familiar. Somente se buscarmos viver, no contexto da família, nos sábios ditames do Senhor, poderá haver a necessária reversão desse triste quadro. Isso só acontecerá a partir da fidelidade de todos nós na adoção das lições da Palavra do Senhor, buscadas com dedicação, aprendidas, vividas e ensinadas com aplicação total.