Boletim dos Obreiros

Soberana vocação

"Esquecendo-me das cousas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus" - Filipenses 3:13-14

Ano novo nos impõe reflexões sérias.

O que vai acontecer dependerá muito do que definirmos no início da nova jornada.

O texto de Paulo acima mencionado pode nos ajudar nessas reflexões. Vejamos:

1 - Temos que seguir em frente

O relógio não para. Não podemos deixar de segui-lo no tempo que corre inflexivelmente. A inércia é incompatível com a própria vida! Quem para no tempo não vive. Vegeta! Temos que decidir. Temos que agir. Temos que realizar para não nos distanciarmos das oportunidades, do tempo certo e das conquistas possíveis, vivendo a vida na sua plenitude e realizando a vontade Soberana de Deus. Vida ideal é a vida na vontade de Deus. E o novo ano é um desafio novo para esse tipo de experiência.

2 - Temos que esquecer as coisas passadas

Derrotas e conquistas do passado não nos devem ocupar na projeção do novo desafio. É claro que devemos ter presentes as lições que nos restaram dessas experiências, pois elas, sem dúvida, nos serão úteis. Viver na angústia das derrotas ou na euforia das vitórias nos inibirá nas cogitações necessárias para a projeção do novo desafio. O que passou, passou! Com as lições do passado, organizemos o projeto do futuro, na sábia orientação do Senhor, sem nos quedarmos absortos e inúteis na contemplação do que já foi, criando, assim, alvissareira expectativa das bênçãos do novo ano.

3 - Temos que levar em conta os alvos do Senhor

O mais importante no desafio do novo ano é acertar, sempre, com a vontade do Senhor naquilo que realizarmos. Paulo define isso como "soberana vocação de Deus em Cristo Jesus". O nosso grande desafio, no novo ano, é permitir que o Senhor possa realizar, através de nós, a Sua soberana vocação. Deus tem planos para as nossas vidas. Anulamos o exercício dessa soberana vocação, quando não damos o espaço que Deus necessita para trabalhar em nós e através de nós. Os alvos do Senhor são o nosso grande desafio. Não deixemos o novo ano se escoar à margem da soberana vontade de Deus! Se assim agirmos tornaremos sem razão de ser o novo ano e falharemos, rotundamente, no desafio que Deus ora nos faz!

Seja 2020 um ano ricamente abençoado na realização da SOBERANA VOCAÇÃO DE DEUS EM CRISTO JESUS.