• Português

A perseverança na corrida Cristã

"Corramos com perseverança a carreira que nos está proposta"

(Hebreus.12:1)

Neste mês de agosto ocorrem os tradicionais Jogos Olímpicos, desta vez na antiga Grécia, onde tiveram o seu início provavelmente uns trinta e três séculos atrás, embora o primeiro registro existente de um vencedor seja do ano 776 antes de Cristo. Os "jogos olímpicos" eram lá celebrados, de quatro em quatro anos, em honra ao deus Zeus. Ocupavam um lugar tão importante na vida dos gregos, que o tempo era medido pelo intervalo entre eles, chamado “olimpíada”.

Os Jogos Olímpicos modernos tiveram início em 1896. É a maior competição esportiva do planeta envolvendo milhares dos melhores atletas da maioria dos países do mundo. Muitas são as modalidades disputadas, sendo as corridas as de maior destaque.

O apóstolo Paulo, ao ilustrar aspectos importantes da vida cristã, adotou, como ilustração oportuna, o evento dos Jogos Olímpicos, referindo-se, especificamente, às "corridas". Em 2 Timóteo 4:7, ele se autobiografou, no fim da sua vitoriosa vida, afirmando: "Combati o bom combate, ACABEI A CARREIRA (corrida), guardei a fé...".

O escritor de Hebreus 12:1, após consignar a preciosa lista dos heróis da fé, corredores fiéis e vencedores, afirmou serem eles "exemplos" para nós, para nos estimular à “PERSEVERANÇA NA CORRIDA CRISTÔ, exortando-nos a que "corramos com perseverança a carreira que nos está proposta". A "PERSEVERANÇA" é, sem dúvida, uma qualidade imperiosa para o sucesso da corrida, não só no que diz respeito à preparação, como à participação na mesma.

Vejamos, então, alguns aspectos que implicam com o exercício da “PERSEVERANÇA”, que não podem ser desprezados na “CORRIDA CRISTÔ:

  1. EXEMPLO DIGNO DE CRISTO - "Olhando firmemente para o Autor e Consumador da nossa Fé" (Hb.12:2). Não há melhor estímulo para a “PERSEVERANÇA” do que o digno exemplo do Senhor Jesus, "o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra de Deus" (Hb.12:2). Como nos afirma Pedro, Ele nos deixou o exemplo para seguirmos os seus passos (1Pd 2:21).
  2. DESEMBARAÇO DO QUE PREJUDICA - "Afastemos de nós qualquer coisa que nos torne vagarosos ou nos atrase, especialmente aqueles pecados que enroscam tão fortemente os nossos pés e nos derrubam" (Hb.12:1-VBV). Usando outra valiosa ilustração, Paulo, em 2Tm.2:4, afirma que "nenhum soldado em serviço se envolve em negócios desta vida". Os atletas não correm com embaraços que prejudiquem o sucesso da corrida. Assim devemos agir na nossa corrida cristã se queremos ser bem sucedidos. Paulo afirma, em 1Co 9:25-VBV: "para vencer a competição vocês precisam renunciar a muitas coisas que os impediriam de fazer o melhor que podem".
  3. OBSERVÂNCIA ÀS NORMAS - "O atleta não é coroado se não lutar segundo as normas" (2Tm.2:5). É fundamental a rigorosa observância às normas para que não haja desclassificação do atleta. Em Hebreus 12:1 o escritor sagrado nos adverte que correr com “PERSEVERANÇA” é correr "a carreira especial que Deus pôs diante de nós" (VBV) ou "a carreira que nos está proposta" (VRA). Quem estabelece as normas para a nossa carreira cristã é o Senhor e não nos cabe modificá-las em nada, para atender a conveniências próprias ou “facilitadoras” da competição. As normas já estão claramente definidas na Palavra de Deus. Resta-nos aprendê-las bem e corretamente cumpri-las na carreira cristã. Veja o exemplo de Paulo em Gl.2:2 e Fp.2:16, pregava o Evangelho autêntico, para não correr em vão, e em Gal.5:7 adverte aos que deixam de correr bem por não obedecerem à verdade.
  4. APLICAÇÃO À DISCIPLINA - "Eu castigo meu corpo como um atleta faz, tratando-o com dureza, treinando-o para fazer o que deve, e não aquilo que ele deseja. De outro modo, eu temo que, depois de ter inscrito os outros para a corrida, eu mesmo seja considerado incapaz, e me mandem ficar de lado!" (1Co.9:26-27-VBV). Sem aplicação à rígida disciplina do corpo não se pode alcançar sucesso na corrida. É ela que condiciona o atleta à vitória.
  5. ALVO DO PRÊMIO - "Não sabeis que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis" (1Co.9:24). O momento mais importante dos Jogos Olímpicos, e o mais emocionante, é o da entrega do prêmio! Sem dúvida há de ser o momento mais extraordinário da nossa carreira cristã. Em 2Tm.4:8 Paulo afirma: "Já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto Juiz, me dará naquele Dia: e não somente a mim, mas também a todos quantos amam a sua vinda".

A coroa nos Jogos Olímpicos é corruptível. A nossa será incorruptível. A “PERSEVERANÇA NA CORRIDA CRISTÔ garante a conquista do prêmio!

autor: Jayro Gonçalves.