• Português

Lareira acesa!

"Sem lenha a fogueira se apaga... o carvão é para as brasas e a lenha para a fogueira" (Pv.26:20-21, NVI)

O inverno chegou! Com ele o indesejável frio! Nem sempre ele é apreciado. Não são muitos os que gostam do frio. Como ilustração literária, serve bem para definir aspectos ou situações pouco agradáveis da vida. O que muda esse cenário lúgubre, sombrio e entristecido, causado pela presença incômoda do inverno, é a LAREIRA ACESA.

Há lareiras de todos os tipos e formas: de pedra, de tijolo, de ferro, de latão, de cobre, grandes, pequenas, de canto, de centro, etc, mas só a LAREIRA ACESA é útil! Apagada para nada serve. Embora possa decorar o ambiente, a sua finalidade não é essa, mas sim a de AQUECER, para transformar o ambiente frio e incômodo em um ambiente agradável, aconchegante e confortável.

LAREIRA ACESA vitaliza as pessoas presentes e as torna alegres, confortáveis e animadas. Lareira apagada é figura do cenário triste e melancólico de cada um de nós, no inverno frio da vida. LAREIRA ACESA é figura do indispensável calor espiritual que aquece e transforma, beneficamente, a nossa experiência de vida em vida cristã autêntica.

O sábio texto de Pv.26:20-21, acima destacado, evidencia a verdade inquestionável da preciosidade e do valor do aquecimento, indicando os elementos necessários para que tal ocorra: a "lenha", o "fogo" e as "brasas". Numa LAREIRA ACESA deve haver "lenha" e "fogo" para que surjam as "brasas". E são as "brasas acesas", na lareira, que transformam o ambiente e valorizam, sobremodo, o tempo em que se permanece no local, fazendo-o agradável, vitalizador, alegre e estimulante.

Mas nós, lareiras que somos (ainda que não iguais e de qualidades diferentes), se apagadas, vivenciaremos o inverno frio, melancólico, desanimador e desagradável, incompatível com a nossa fé, o que é terrivelmente frustrante para quem alcançou o privilégio de ser feito "filho de Deus"!

Não podemos ser como lareiras apagadas! A nossa vã religiosidade será, sempre, como uma lareira apagada. Embora lareiras bem decoradas, plenas de múltiplas práticas de intensa religiosidade formal, mas sem o aquecimento da espiritualidade autêntica, tornar-nos-emos inúteis, hibernados e incapazes de aquecer o frio ambiente em que nos quedamos. Então seremos, lamentavelmente, apenas lareiras apagadas, sem "lenha, sem "fogo" e, conseqüentemente, sem "brasas".

Não fiquemos tristemente embutidos no ambiente lúgubre da nossa frieza espiritual, sem o aquecimento necessário para produzir os resultados que Deus espera, em bênçãos para nós e para os outros.

Só as LAREIRAS ACESAS são úteis! Que não nos faltem, portanto: 

  1.  A “lenha” da Palavra; sem ela não há como se acender o "fogo" da nossa espiritualidade.
  2. O “fogo” do Espírito; sem a Sua plenitude não há como se aquecer a nossa vida espiritual. 
  3.  As “brasas” da Comunhão; sem ela não há vitalidade plena e permanente bem estar espiritual!

Deus não nos quer hibernados! Sejamos LAREIRAS ACESAS e não fiquemos no frio desalentador do inverno!

autor: Jayro Gonçalves.