• Português

Parar para pensar

"Vinde repousar um pouco, à parte..." (Mc.6:31a)

Julho é o mês que medeia o ano e se torna uma estação de parada necessária no calendário. É o mês das férias que sustam a corrida vertiginosa das lidas escolares, para uma pequena pausa de descanso, envolvendo muitas famílias. Isso é muito bom. O fato leva-me a pensar no convite do Senhor Jesus aos seus discípulos: "Vinde repousar um pouco, à parte".

Segundo o texto, "não tinham tempo nem para comer, visto serem numerosos os que iam e vinham" (Mc 6:31b). A "Bíblia Viva" diz: "Vamos sair por um instante do meio do povo, para descansar. Porque tanta gente ia e vinha que mal tinham tempo para comer". Depreendemos do texto que os discípulos estavam sobremodo cansados da lida diária de assistir ao Senhor no atendimento do povo que o procurava afoitamente. Já estavam entrando em "ansiedade", pois a "ocupação" intensa leva a "preocupações" constantes e à "ansiedade" angustiante. Não era isso que o Senhor queria que acontecesse com os Seus discípulos! Veja situação semelhante que O levou a recriminar Marta, em Lc.10:40-42.

A Bíblia fala, desde o início, da necessidade do "descanso". Lemos que o Senhor, havendo terminado a Sua Obra, no sétimo dia "descansou" (Gn.2:1-2). A Bíblia fala de vários tipos de descansos: o sábado (Ex.16:23; 31:15); os dias festivos (Lv.23:24); o sétimo ano (Lv.25:4-5); o da era futura do reino de Deus (Hb.4). O descanso implica não somente na ausência de trabalho, ou na recuperação meramente física, mas, também, na confiança, no cuidado e na graça de Deus!

É interessante notar, no texto acima, que o Senhor se incluiu no grupo, ao dizer-lhes: "Venham comigo para um lugar deserto e descansem um pouco" (NVI). O "descanso" na hora certa é fundamental para a experiência cristã correta, pois torna-se a oportunidade adequada para não permitir que as "ocupações" múltiplas nos levem às "preocupações desgastantes" e à "ansiedade" desastrosa!

Aí estão as férias de julho nos oferecendo essa oportunidade! Não é tempo de, apenas, parar, mas é tempo de PARAR PARA PENSAR.

Como no caso da experiência dos discípulos, é imprescindível que esse descanso não seja apenas ausência de trabalho, tempo de restabelecimento de forças físicas e de lazer, mas um tempo delicioso do usufruto da companhia do Senhor, para que no exercício da nossa confiança no cuidado e na graça de Deus, possamos sair da "ansiedade" e nos restaurar totalmente para a continuidade abençoada de nossa viagem na estrada da vida.

O grande problema dos nossos dias é a "ansiedade"! Como ela nos afeta, nos perturba e anula a nossa possibilidade de realização! O Senhor nos adverte, em Mt.6:25: "Não andeis ansiosos pela vossa vida..." Paulo ensina, em Fp 4:6: "Não andeis ansiosos de coisa alguma". Pedro ensina, em 1Pd.5:7: "lançando sobre Ele toda a vossa ansiedade, porque Ele tem cuidado de vós".

Como podemos aproveitar bem o descanso breve das férias de julho para resolver esse grave problema? O Senhor nos dá a lição adequada. Em Mt.6:25-34 encontramos a solução que Ele nos propõe. Destacamos três atitudes essenciais que o Senhor recomenda, com ênfase, e que devem ser objeto de nossa profunda reflexão. Paremos para pensar nisso:

1. OBSERVAR (v. 26): "observai as aves dos céus". Observamos mal, distraindo-nos com o que não interessa e, por isso, não percebemos a PRESENÇA do Senhor. Observando as coisas pequenas e insignificantes que Deus criou, percebemos a maravilhosa PRESENÇA de Deus, que se revela nos mínimos detalhes da Sua criação. A percepção da PRESENÇA DO SENHOR afasta a "ansiedade".

2. CONSIDERAR (v. 28): "considerai como crescem os lírios dos campos". Na corrida da vida, deixamos de considerar o que Deus faz a cada instante, manifestando a Sua dadivosa PROVISÃO. Ela é real e eficaz, não nos deixando ficar na angustia da "ansiedade". Consideremos sempre essa PROVISÃO.

3. BUSCAR (v. 33): "buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça". Nossas buscas são erradas e aumentam a nossa "ansiedade". O Senhor deve ter PRIORIDADE (Mt.11:28). Devemos aceitar a Sua SOBERANIA, buscando prioritariamente o Seu reino, e o PADRÃO DE VIDA que Ele nos oferece, buscando prioritariamente a Sua justiça, para alcançarmos tudo o que é necessário para uma vida abençoada, sem a angústia da "ansiedade".

PARE PARA PENSAR! À parte, na companhia do Senhor, OBSERVE, CONSIDERE E BUSQUE, para que seja afastada a “ansiedade” e viva bem!

autor: Jayro Gonçalves.